Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

É #FAKE que vacina contra a Covid-19 provoca câncer de mama

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 14/05/2021 - Data de atualização: 14/05/2021


Circula pelas redes sociais uma mensagem que diz que as vacinas contra a Covid-19 provocam câncer de mama. É #FAKE.

Vacinas contra a Covid-19 não provocam câncer de mama. "Vacina não provoca câncer e não facilita a descoberta. Não tem nenhuma ligação", diz o oncologista Fernando Maluf. "É uma fake news", complementa. "A vacina contra a Covid não causa absolutamente nenhum câncer. É zero a chance de a vacina contra a Covid causar câncer", diz o oncologista Rafael Kaliks, diretor científico do Instituto Oncoguia.

A teoria falsa ganhou impulso em inglês em sites antivacina e acabou traduzida para o português. Agora tem sido disseminada também nas redes sociais.

A mensagem falsa deturpa uma orientação feita por um médico americano para que pacientes agendem mamografias antes de tomar a vacina. Ele fez essa orientação após um estudo apontar que exames pós-vacina podem resultar em falso positivo para o câncer de mama.

"Não é que a vacina cause sintomas sugestivos de câncer de mama. Não é isso. O que acontece? Na hora que você dá uma injeção, qualquer injeção, no braço, no ombro, o organismo pode desenvolver uma reação nos linfonodos, que são os gânglios, que podem aumentar na região da injeção. No caso, o ombro está perto da axila. Então, os linfonodos podem aumentar um pouco de tamanho. Acontece que quando você faz uma mamografia para rastrear câncer de mama, a mamografia também consegue ver essas ínguas na axila. E alguns cânceres de mama, além do tumor na mama, causam um aumento das ínguas na axila. No raio X, não dá para dizer se a íngua está aumentada porque tem um câncer ou se essa íngua está aumentada porque alguém tomou a vacina. Então, esse aumento das ínguas, dos linfonodos, é um fator confundidor", diz Kaliks.

"Então, o que o pessoal está dizendo, na verdade? Evite fazer a mamografia imediatamente depois da vacinação porque pode ser que você veja alguns linfonodos ou ínguas aumentadas e pode ser que você desconfie que pode ter um tumor, quando na verdade não tem tumor nenhum, só tem íngua aumentada. E por isso eles estão dizendo: 'Faça a sua mamografia antes de vacinar ou um mês depois de vacinar, porque aí esses linfonodos já terão regredido de novo'. Essa é uma reação a uma injeção que pode acontecer. Agora, isso não deve de maneira nenhuma desestimular as mulheres a continuar fazendo suas mamografias de rastreamento. A orientação é simplesmente atrasar um mês a mamografia só para evitar um falso positivo", complementa.

Matéria publicada por G1 em 13/05/2020 por Roney Domingos.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive