Tipos de Câncer

Câncer de Ânus

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Detecção Precoce do Câncer de Ânus

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 20/10/2015 - Data de atualização: 26/11/2017


Muitos cânceres de ânus podem ser diagnosticados em estágio inicial. Muitas vezes, os sinais e sintomas iniciais do câncer de ânus levam as pessoas a consultarem um médico. Infelizmente, alguns tipos de câncer de ânus não provocam sintomas até que atingem um estágio avançado. Outros tipos de câncer de ânus podem provocar sintomas semelhantes aos de outras doenças, o que pode atrasar o diagnóstico.

O câncer de ânus se desenvolve em uma parte do trato digestivo que pode ser facilmente visualizada e alcançada por seu médico. O exame de toque retal pode diagnosticar alguns casos de câncer de ânus precocemente.

A probabilidade de que o câncer de ânus seja diagnosticado precocemente depende da localização do tumor e seu tipo. Os cânceres que começam na parte superior do canal anal são menos susceptíveis de provocarem sintomas e serem detectados precocemente. Os melanomas anais tendem a se disseminar mais cedo do que outros tipos de câncer, tornando mais difícil seu diagnóstico precoce.

Rastreamento em Pessoas com Alto Risco

O objetivo do rastreamento é diagnosticar o câncer em um estágio inicial, quando o tratamento é provavelmente mais fácil e as chances de cura são maiores. Entretanto, o rastreamento do câncer de ânus ainda não é amplamente recomendado.

Ainda assim, algumas pessoas que têm um risco aumentado para neoplasia intraepitelial anal, uma condição potencialmente pré-cancerígena, e câncer de ânus podem se beneficiar do rastreamento. Isso inclui homossexuais, mulheres que tiveram câncer de colo do útero ou câncer de vulva, pessoas HIV+ e qualquer pessoa que tenha feito um transplante de órgão. Alguns médicos também recomendam o rastreamento para qualquer pessoa com histórico de verrugas anais.

Para essas pessoas, alguns médicos recomendam o rastreamento com exame de toque retal e exame de Papanicolaou anal.

Ainda não existem estudos suficientes sobre o Papanicolau anal para saber quantas vezes deve ser realizado ou se ele realmente reduz o risco de câncer de ânus. Alguns especialistas recomendam que o exame seja realizado anualmente em pessoas HIV positivo e a cada 2 - 3 anos para aquelas que são HIV negativo. Mas, não existe um consenso sobre essa periodicidade ou mesmo quais grupos de pessoas podem se beneficiar do rastreamento.

Os pacientes com resultados positivos no exame de Papanicolaou anal devem ser encaminhados para realização de biópsia.

Fonte: American Cancer Society (20/01/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive