Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Deputada sugere prioridade na vacinação de pessoas com câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 11/02/2021 - Data de atualização: 11/02/2021


A Deputada Tereza Nelma (PSDB-AL) apresentou a Indicação 97/2021, sugerindo ao Ministério da Saúde a inclusão das pessoas com neoplasias malignas no rol de grupos prioritários para receber as vacinas contra a Covid-19. Em seu texto, a parlamentar explicou que a vacinação contra a Covid-19 tem sido feita respeitando ordem de prioridade definida pelo Ministério da Saúde, que considera, dentre outros, idade, condições sociais e presença de morbidades que implicam maior risco de agravamento da doença.

Conforme destaca a Deputada, a 2ª edição do Plano, ora vigente, insere os pacientes oncológicos dentro dos grupos especiais (p. 29). “Reitera que os pacientes com câncer “têm maior risco de ficarem gravemente doentes” (p. 10) e inclui a doença entre as comorbidades preexistentes relacionadas a complicações da Covid-19 (p. 13). No entanto, também a nova versão não inclui as pessoas com câncer como prioritárias para receber a vacina”, ressalta a parlamentar.

Tereza Nelma salienta que elas podem estar contempladas no grupo de “imunossuprimidos”, quando se mencionam os “indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias” (Quadro 1, p. 21), porém de forma indireta. “Nesse contexto, consideramos necessário que se acrescente de forma explícita a pessoa com neoplasia maligna no grupo prioritário para a vacinação. Sabemos que algumas unidades da federação, a exemplo do Distrito Federal, já estão contemplando esses pacientes por decisão própria. Contudo, acreditamos que tal conduta deva ser reforçada e indicada para todo o País”, enfatizou.

E agora?

A indicação aguarda despacho do Presidente da Câmara dos Deputados.

Documentos:
- INC 97/2021



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive