Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Câncer no peritônio, que matou Dudu Braga, costuma aparecer em casos graves

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 09/09/2021 - Data de atualização: 09/09/2021


Após anunciar o retorno do câncer há um mês, Dudu Braga, filho de Roberto Carlos, faleceu nesta quarta-feira (8), em decorrência de câncer no peritônio, que é uma membrana que envolve a parede abdominal.

O produtor musical tinha 52 anos e já havia passado por tratamento para câncer de pâncreas duas vezes em 2019.

Em entrevista à revista Quem em agosto, o produtor musical contou que frequentemente precisava voltar ao hospital. "O peritônio inflama o aparelho digestivo e sempre que isso acontece tenho que me internar para tomar antibiótico, que só pode ser feito no hospital e a cada seis horas. Não tem outro jeito, tenho que ficar internado porque a medicação é intravenosa."

A doença costuma ser secundária, o que a torna agressiva. "O local é geralmente acometido quando a doença é metastática, proveniente de tumores do intestino, ovário, fígado, pâncreas, entre outros. De forma geral, a agressividade depende do tumor primário mas, o acometimento peritoneal acontece em fases mais avançadas da doença", explica Erika Simplício, oncologista do Hospital Moriah e da clínica First, de atendimento particular.

De acordo com a médica, o quadro provoca sintomas semelhantes aos do câncer nos ovários, como dor abdominal, náuseas, barriga inchada e perda de peso sem causa aparente.

O diagnóstico é feito por meio de exames de imagem, como tomografia computadorizada e pet-scan, exames de sangue para verificar proteínas específicas, conhecidas como marcadores tumorais, e principalmente, por meio da realização de biópsia.

O tratamento é baseado no estágio do tumor e nas condições de saúde da pessoa e pode consistir em cirurgia para a retirada de tumores, quimioterapia e radioterapia.

Fonte: Uol 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive