Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Câncer de mama: por que fazer atividades físicas?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 07/10/2020 - Data de atualização: 07/10/2020


Neste mês de outubro, relembramos a importância do combate ao câncer de mama e sempre faço uma correlação com o esporte para vocês entenderem que sim, estão conectados.

  • Estudos recentes mostraram que permanecer ativo reduz o risco de desenvolver câncer de mama em cerca de 20%;
  • O risco de recaída também é muito menos provável em mulheres que praticam exercícios e esportes: três horas por semana reduziriam o risco de recorrência em 20%;
  • Essa taxa sobe para 50% para mulheres que praticam 9 horas de esporte por semana.
O esporte tem benefícios significativos para pacientes que já foram diagnosticados com câncer de mama e para a prevenção da doença — Foto: Istock Getty Images

E ai? Te convenci a praticar esporte?

O esporte também tem benefícios significativos para pacientes que já foram diagnosticados com câncer:

  • Os efeitos colaterais do tratamento são mais bem tolerados;
  • Cansaço e dor podem ser aliviados;
  • Ajuda a fortalecer as articulações e os músculos e, desta forma, a recuperar a forma física mais rapidamente;
  • O esporte ajuda a combater o estresse e a ansiedade;
  • E o mais importante de tudo, o risco de recaída é minimizado.

Quais exercícios?

Lembre-se: o exercício e o esporte devem ser supervisionados. O ideal é que um profissional de educação física ou fisioterapeuta te oriente num primeiro momento, supervisionado pelo seu médico do esporte. Tenha cuidado, você deve ter cautela, pois a imunidade estará alterada e pode mudar seu metabolismo, incluindo força e performance.

Sempre procure organizações especializadas em programas de exercícios para pacientes com câncer. Procure fazer sessões esportivas supervisionadas por médicos com título de especialista e que tenham experiência com pessoas com câncer, em tratamento ou em remissão. Esse suporte também pode ser individual e domiciliar.

Alguns programas devem ser personalizados com base em sua idade, condição e histórico médico, levando em consideração também seus desejos e objetivos, pois deve ser considerada a individualidade, tipo de cirurgia e tratamento realizado, doenças e morbidades associadas. Isso ocorre porque, a fim de apoiar os pacientes com câncer na recuperação do controle sobre seu corpo, é vital ter uma boa compreensão dos mecanismos da doença e do impacto que o exercício pode ter.

Ótimo mês rosa para todos!

Ana Paula Simões (CRM 108667-SP).

Fonte: Globo Esporte

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive