Tipos de Câncer

Câncer de Tireoide

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Biópsia para Diagnóstico do Câncer de Tireoide

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 07/04/2015 - Data de atualização: 18/09/2017


O diagnóstico conclusivo do câncer de tireoide só pode ser realizado por uma biópsia, que é o procedimento no qual o médico remove uma amostra de tecido para análise. A maneira mais simples de descobrir se um nódulo de tireoide é maligno é a aspiração com agulha fina do nódulo tireoidiano.

Na biópsia aspirativa por agulha fina, o médico utiliza uma agulha muito fina, para aspirar algumas células do tumor, que são posteriormente enviadas para análise em um laboratório de patologia.

Este tipo de biópsia pode ser realizado tanto em consultório como em uma clínica ou hospital. Durante o procedimento a agulha é inserida diretamente no nódulo para aspirar algumas gotas de líquido que contêm as células. O médico geralmente repete este procedimento duas ou três vezes para obter amostras de diversas áreas do nódulo. A agulha é geralmente guiada por ultrassom.

Às vezes, o laudo da biópsia não diz se o nódulo é benigno ou maligno, apenas diz que os resultados são "suspeitos" ou "de significado indeterminado". Se isso ocorrer, o médico pode solicitar testes na amostra para verificar se os genes BRAF ou RET/PTC estão alterados. O diagnóstico dessas alterações é importante na determinação da presença do câncer de tireoide, além de desempenhar um papel para a determinação do melhor tipo de tratamento da doença.

Às vezes os resultados da aspiração por agulha fina não são conclusivos. Nestes casos, é necessária a realização de uma biópsia cirúrgica para obter uma amostra maior de tecido, principalmente, se o médico tem alguma razão para desconfiar que o nódulo possa ser maligno. Isto pode incluir uma lobectomia, que consiste na remoção de um lobo da glândula tireoide. As biópsias cirúrgicas são feitas no centro cirúrgico com o paciente sob anestesia geral.

Fonte: American Cancer Society (15/04/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive