Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Atraso na entrega de remédios para tratar HIV, câncer e outras doenças causa desabastecimento na BA, diz Sesab

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 24/08/2021 - Data de atualização: 24/08/2021


O atraso na entrega de medicamentos adquiridos pelo Ministério da Saúde, distribuídos para estados e municípios, causou desabastecimento na Bahia, segundo informações da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) divulgadas nesta terça-feira (24). [Confira lista de remédios no fim da matéria]

De acordo com a Sesab, os remédios são adquiridos de modo centralizado e cerca de 22 deles estão com estoque zerado ou inferior a 30 dias.

O G1 entrou em contato com o Ministério da Saúde e aguarda posicionamento.

Conforme detalhou o órgão estadual da Saúde, o atraso prejudica o tratamentos de milhares de pacientes com doenças como câncer, HIV/Aids, diabetes, anemia falciforme, acromegalia, alzheimer, amiloidose, artrite reumatoide, espondilite, crohn, psoríase, epilepsia, escleroses, esfingolipidoses, esquizofrenia, fibrose cística, mucopolissacaridose do tipo II, parkinson e trombose venosa.

A Sesab ainda informou que a maioria dos medicamentos não possui substituto, nem solução de abastecimento imediata, caso o Ministério da Saúde não regularize o fornecimento.

Além disso, outros 14 medicamentos encontram-se com fornecimento irregular, com estoque inferior a 60 dias, segundo a Sesab. São fármacos para tratamento de artrite reumatoide, espondilite, crohn, psoríase, doença renal, esclerose múltipla, esquizofrenia, fibrose cística, mucopolissacaridose do tipo VI, psoríase.

De acordo com o superintendente de Assistência Farmacêutica, Ciência e Tecnologia em Saúde (Saftec), Luiz Henrique d’Utra, a irregularidade no abastecimento dos estoques de diversos medicamentos é frequente e tem sido notificada pela Sesab ao Ministério da Saúde, ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Segundo ele, o último comunicado foi em 16 de agosto.

Confira a lista de remédios:

Medicamentos com estoque zerado ou inferior a 30 dias

  • Abatacepte 125 mg/mL (SC);
  • Dasatinibe 100 mg;
  • Dasatinibe 20 mg;
  • Enoxaparina 40 mg/0,4 mL;
  • Fumarato de Dimetila 120 mg;
  • Golimumabe 50 mg;
  • Idursulfase 2 mg/mL;
  • Insulina Análoga de Ação Rápida 100 UI/mL;
  • Lanreotida 120 mg;
  • Levetiracetam 250 mg;
  • Levetiracetam 750 mg;
  • Metotrexato 2,5 mg;
  • Metotrexato 25 mg/mL;
  • Pramipexol 1 mg;
  • Rasagilina 1 mg;
  • Rivastigmina 3 mg;
  • Sildenafila 25 mg;
  • Sildenafila 50 mg;
  • Tafamidis 20 mg;
  • Taliglicerase 200 UI;
  • Tobramicina 300 mg;
  • Ziprasidona 80 mg.

Medicamentos com estoque entre 30 e 59 dias

  • Adalimumabe 40 mg seringa-preenchida;
  • Alfadornase 1 mg/mL;
  • Alfaepoetina 10.000 UI;
  • Certolizumabe 200 mg;
  • Fingolimode 0,5 mg;
  • Fumarato de Dimetila 240 mg;
  • Galsulfase 5mg/5ml;
  • Olanzapina 10 mg;
  • Olanzapina 5 mg;
  • Quetiapina 100 mg;
  • Quetiapina 25 mg;
  • Rituximabe 500 mg AR;
  • Ustequinumabe 45 mg/0,5mL;
  • Ziprasidona 40 mg.

Fonte: G1



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive