Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Água de coco quente não cura o câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 14/01/2019 - Data de atualização: 14/01/2019


O câncer é uma das doenças das quais a população mais anseia por uma cura definitiva e, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Datafolha em 2016, também é a que os brasileiros mais temem: 65% dos entrevistados afirmaram que receiam desenvolver o problema ao longo da vida. E a internet, claro, apresenta inúmeras “soluções” para esse mal: uma das mais recentes, que circula principalmente em mensagens no WhatsApp, afirma que água de coco quente é capaz de curar todos os tipos de câncer. Mas será que é verdade?

Infelizmente, é somente mais um boato que circula pelas redes. A mensagem diz que, para obter a cura de qualquer câncer, basta adicionar de dois a três flocos de coco em um copo de água quente para obter uma bebida alcalina, benéfica a qualquer pessoa. O boato é apenas uma “reformulação” de outro que já circulou pelas redes e foi desmentido por especialistas, com uma diferença: a fruta em questão era o limão, não o coco. 

É verdade que beber água de coco faz bem para a saúde – ela é uma boa fonte de hidratação para o corpo. A bebida é rica em minerais como potássio, cálcio, fósforo, sódio e magnésio, e também em vitamina C e vitaminas do complexo B, o que faz dela muito saudável. Mas, assim como qualquer outro alimento, não exerce qualquer influência na cura do câncer.

– A água de coco é saudável por conta dos minerais presentes nela. Costumamos recomendar em épocas de muito calor e quando se pratica atividades físicas. É até melhor do que os isotônicos – explica Caroline Boligon, nutricionista e especialista em oncologia do Hospital Mãe de Deus.

A mensagem informa, ainda, que a bebida é capaz de regular a pressão arterial elevada, evitar trombose e ajudar na circulação, mas isso também não é verdade.

– Ela é rica em flavonoides, que já sabemos ter propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, mas não há nenhum estudo que comprove que a água de coco cure os problemas citados – afirma Caroline.

De acordo com Luciane Cruz, nutricionista do serviço de oncologia pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), é preciso ficar atento às dicas da mensagem, já que no início é afirmado que a solução seria água de coco quente, mas depois indica que a mistura seja feita com a polpa da fruta:

– A polpa misturada com água quente é diferente da água de coco aquecida. Nem uma nem outra é capaz de curar ou prevenir o câncer, mas as propriedades são diferentes. Em ambos os casos, não faz o menor sentido aquecer.

A nutricionista ainda explica que a água de coco faz parte da dieta de pacientes com câncer, mas não para curar ou prevenir o problema, e sim amenizar um efeito que surge após a quimioterapia, a mucosite oral, que consiste em uma inflamação na parte interna da boca.

– Indicamos que esses pacientes bebam a água de coco bem gelada ou até mesmo que façam blocos de gelo com a bebida. Substâncias geladas são ótimas nesses casos, pois ajudam a aliviar esse e outros sintomas, como náusea, por exemplo, muito comum durante a quimioterapia – afirma Luciane.

Marcelo Capra, coordenador do serviço de hematologia e oncologia do Hospital Nossa Senhora da Conceição, afirma que, apesar das propriedades saudáveis da fruta, a informação é completamente falsa, sem nenhum estudo científico que possa de fato comprovar sua eficácia. Segundo ele, é comum que pacientes nessa situação procurem métodos alternativos, mas que é importante conversar com o médico para saber se a medida interfere ou não no tratamento convencional.

– A única maneira comprovada de evitar câncer é o estilo de vida saudável, incluindo alimentação balanceada e  prática de exercícios. Isso serve também para prevenir outras doenças – diz Capra.

Fonte: Zero Hora

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive