Tratamento alternativo: capacete magnético abre novos caminhos no combate ao câncer cerebral

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/07/2021 - Data de atualização: 28/07/2021

A experiência inovadora com um capacete magnético conseguiu reduzir 31% de um tumor cerebral geralmente fatal. 

O paciente de 53 anos participou do estudo realizado por investigadores do Instituto Neurológico Metodista de Houston, nos Estados Unidos.

A redução é considerada pequena, mas para os pesquisadores os resultados apontam novas alternativas não invasivas para o tratamento do câncer cerebral, já que o paciente usou o capacete por apenas cinco semanas. No início, o uso era de apenas duas horas por dia e foi aumentando progressivamente até no máximo de seis horas diárias.

Um dos autores da experiência agradeceu a coragem do paciente que possibilitou a potencial eficácia do primeiro tratamento não invasivo para glioblastomas do mundo. Esse é um dos piores e mais fatais tumores cerebrais.

O capacete funciona com um processador e possui bateria recarregável. O equipamento gera um campo magnético que consegue reduzir a massa tumoral.

Com o avanço dos estudos, se espera reduzir bastante o risco das cirurgias cerebrais para a extração de tumores.

Fonte: Olhar Digital 






Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive