Tipo de câncer de Cristina Kirchner é um dos tipos mais raros da doença

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/05/2013 - Data de atualização: 15/05/2013

Kirchner em encontro com governadores das províncias argentinas nesta quarta-feira (28/01/2012). Essa foi sua primeira aparição pública após o diagnóstico do câncer.

O câncer na tireóide que afeta a presidente da Argentina, Cristina Fernandez Kirchner, de 58 anos, é um dos tipos mais raros da doença, segundo o Instituto Oncoguia, organização não-governamental dedicada à promoção do acesso à informação, prevenção, diagnóstico e tratamento da enfermidade.

A presidenta foi diagnosticada com um carcinoma papilar da tireóide, um tumor maligno que oferece um prognóstico majoritariamente positivo aos seus portadores, com taxa de sobrevivência de mais de 10 anos em 95% dos casos, de acordo com informações do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH, na sigla em inglês).

Segundo dados de outra entidade americana, a Associação do Câncer, o tumor na tireóide que afeta Cristina atinge três vezes mais mulheres do que homens.

Conheça o Câncer na Tireóide

Os tumores malignos da glândula tireoidiana são divididos em dois tipos mais comuns e em outros tipos raros de câncer de tireóide.

Os dois tipos de câncer mais frequentes são o folicular, que costuma aparecer só depois dos 30 anos, e o papilar, mais comum nas mulheres e crianças.

A escolha do nome desses dois tipos de câncer está relacionada à aparência que o tumor tem quando observado no microscópio.

O câncer papilar apresenta papilas ou frondes; e o câncer folicular, apesar de ter uma aparência anormal, apresenta algumas estruturas semelhantes aos folículos normais da tireóide. Estes dois tipos de câncer de tireóide podem aparecer em pessoas de idades diferentes.

Os tipos raros de câncer são:

  • Câncer medular da tireóide - pode ocorrer por si próprio associado a anormalidades de outras glândulas endócrinas, ou em pessoas da mesma família.
  • Linfoma da tireóide - geralmente afeta as pessoas mais idosas e pode ser acompanhado por sintomas de tumores em outras partes do corpo.
  • Câncer anaplásico - costuma afetar as pessoas mais idosas.
  • As perspectivas futuras das pessoas com um destes três tipos de câncer é menos otimista do que para aqueles com câncer de tireóide papilar ou folicular. O tratamento para o câncer de tireóide, nestes casos, é mais difícil e pode incluir quimioterapia ou radioterapia.

O câncer de tireóide comumente ocorre em pessoas que tenham familiares acometidos anteriormente desta mesma neoplasia.

Fonte: NE10 - PE - SAÚDE 

Data da publicação: 28/12/2011





Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive