SUS incorpora novos métodos diagnósticos para leucemias

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/11/2019 - Data de atualização: 28/11/2019

O que houve?

A Portaria MS-SCTIIES nº 57/19 tornou pública a decisão de incorporar a reação em cadeia da polimerase - transcriptase reversa (RT-PCR) qualitativa e quantitativa (RT-qPCR) e hibridização in situ (ISH) para o diagnóstico e monitoramento da leucemia mieloide crônica (LMC) e da leucemia linfoblástica aguda cromossoma Philadelphia positivo (LLA Ph+), no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS.

Na oportunidade da Consulta Pública MS-SCTIE nº 38/19, o Instituto Oncoguia enviou suas contribuições para o Ministério da Saúde, referente ao tema, ratificando o posicionamento da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular, referência nacional na matéria tratada.

E agora?

Conforme determina o art. 25 do Decreto 7.646/2011, o prazo máximo para efetivar a oferta ao SUS é de cento e oitenta dias.

  1. Tenha acesso ao Relatório de Recomendação da Conitec.







Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive