SBOC dá recomendações para ajudar na falta da Onco BCG

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 03/08/2022 - Data de atualização: 03/08/2022

Conforme vimos acompanhando nos últimos meses, a produção da Onco BCG continua suspensa devido a irregularidades na sua produção, feita pela Fundação Ataulpho de Paiva (FAP). Essa situação já se estende desde dezembro de 2021, como relatamos aqui. 

Para orientação de médicos e pacientes, enviamos ofício à Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) pedindo um posicionamento sobre quais medidas alternativas os médicos podem passar para seus pacientes para que não interrompam seus tratamentos.

Recebemos como resposta as seguintes instruções a serem tomadas por médicos e pacientes. Em tempos de desabastecimento do BCG em cadeia nacional, recomenda-se:

  • Redução na dose padrão de 80 para 40 mg pode ser discutida para beneficiar mais pacientes de um mesmo serviço, uma vez que estudos randomizados não mostraram diferença de eficácia entre 120, 80 e 40 mg, embora não esteja claro se isto equivale para cepas diferentes do testado em estudo clínico; 
  • Quimioterapia intravesical em substituição ao BCG. Os principais agentes quimioterápicos utilizados são: mitomicina C, epirrubicina, gencitabina e docetaxel;
  • Importação direta do BCG de países como Índia, Alemanha e Estados Unidos, porém o alto custo de impostos e outras taxas, além do tempo para a disponibilidade do medicamento, precisam ser considerados.

Para ter acesso às orientações na íntegra, clique aqui. Também fique à vontade para levar essas informações ao seu médico e discutir a melhor alternativa em cada caso. 

O que o Oncoguia vem fazendo sobre o assunto
Para entender melhor os motivos da suspensão e buscar por perspectivas de quando a produção será regularizada, enviamos questionamento à Anvisa no dia 23 de março de 2022 através da Lei de Acesso à Informação. Em resposta, a Agência disse que foi evidenciado em inspeção sanitária que a FAP descumpria vários requisitos de boas práticas de fabricação de insumos farmacêuticos biológicos e de medicamentos. 

Problemas na produção da imuno BCG pela FAP acontecem de forma rotineira desde 2011. Por ser a única fabricante do medicamento no país, os pacientes oncológicos ficam à mercê das irregularidades da Fundação, que constantemente tem suas atividades suspensas pela Anvisa para adequação da produção às boas práticas. Pela recorrência do problema, acionamos o Ministério Público para que solucione o problema que afeta tantos pacientes, como relatamos aqui.

Diante dos problemas causados pelo desabastecimento deste insumo que é tão importante, continuaremos em contato com a FAP e o Ministério Público para tão logo solucionar esse problema que atinge tantos pacientes.


Conteúdo produzido pela equipe do Instituto Oncoguia.







Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive