Rita Lee curada: até quando é possível se curar de um câncer?

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 13/04/2022 - Data de atualização: 13/04/2022

Após 11 meses de tratamento, a cantora Rita Lee, de 74 anos, está curada do câncer de pulmão, segundo confirmado pelo seu filho, Beto Lee, nesta terça-feira, 12. O câncer estava em estágio primário e foi descoberto durante um check-up de rotina em maio do ano passado. Exames realizados nesta semana confirmaram o desaparecimento completo do tumor maligno.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pulmão é o segundo mais comum nos brasileiros, além do câncer de pele não melanoma. O tabagismo e a exposição passiva ao tabaco são os maiores fatores de risco para o desenvolvimento da doença.

Assim que teve o diagnóstico, Rita Lee foi submetida a imuno e radioterapia. A descoberta e o tratamento precoces podem ter sido essenciais para o sucesso na eliminação do câncer do organismo da cantora, segundo explica o médico oncologista Fernando Cezar Geres Jr.

"Nos primeiros estágios da doença, é muito comum a cura com o tratamento correto. É mais difícil obter a cura do paciente quando o câncer já se desenvolveu bastante. Até o terceiro estágio, é passível de cura com cirurgia ou radioterapia, concomitante com quimioterapia", detalha o médico.

Estágios do câncer

Atualmente, os cânceres são classificados em quatro estágios, de muito precoce a avançado – quando há metástase –, e o tratamento administrado e a chance de sucesso também variam de acordo com o nível de avanço do tumor maligno no corpo do paciente. Segundo o oncologista, nos casos mais graves do câncer, são raras as vezes em que o paciente é curado. Além disso, há chance de a doença voltar.

"No quarto estágio, é uma doença muito difícil de obter a cura, e o tratamento tem como intuito controle do câncer".

Entenda abaixo o tratamento comumente utilizado para cada estágio da doença:

Estágio I - o tratamento ideal é a cirurgia; quando não for possível, pode ser feita radioterapia local (radiocirurgia);
Estágio II -  o tratamento utilizado geralmente é cirurgia e radioterapia, associado a quimioterapia ou outros medicamentos específicos;
Estágio III - o tratamento é feito através da cirurgia, radioterapia e quimioterapia;
Estágio IV - o tumor já se disseminou para outros órgãos, caracterizando uma metástase. Seu tratamento consiste em quimioterapia, associado ou não a imunoterapia. Por estar mais avançado, a sobrevida da paciente depende da localização dos tumores e da sua resposta ao tratamento.

Fonte: Terra






Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive