[NOTA] Câncer de mama não é tratado com prioridade pelo Ministério da Saúde

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/09/2015 - Data de atualização: 15/09/2015

O Instituto Oncoguia, por meio da Lei de Acesso à Informação, questionou o Ministério da Saúde quando seriam criadas as Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas para o câncer de mama. As chamadas Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas (DDT) são documentos que contém o conceito geral de um tipo específico de câncer, critérios de diagnóstico, tratamento e mecanismos de regulação, controle e avaliação, e devem ser observados pelos hospitais habilitados em oncologia no SUS.
 
Segundo resposta do Ministério da Saúde, as Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas para o câncer de mama encontram-se em fase de elaboração e que, antes de serem oficializadas, serão submetidas à Consulta Pública para que toda a sociedade possa contribuir na sua redação final.

O Instituto Oncoguia, enquanto instituição defensora dos direitos dos pacientes com câncer, cobra há mais de dois anos prioridade e urgência na criação das Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas para o câncer de mama, sobretudo porque se trata do tipo de câncer mais incidente entre as mulheres no Brasil.





Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive