Luva especial para autoexame dos seios causa polêmica no Reino Unido

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/05/2013 - Data de atualização: 15/05/2013

Organizações que arrecadam fundos para pesquisas sobre câncer de mama no Reino Unido protestaram nesta semana contra um novo produto que promete aumentar em 15 vezes a sensibilidade das mãos na hora de realizar um autoexame para detectar nódulos nos seios.

A chamada BE gLOVE é uma luva de poliuretano revestida, por dentro, com um óleo mineral. Segundo os fabricantes, a luva aumenta a sensibilidade aos nódulos porque o material "segura" a pele no lugar, impedindo os dedos de afastar os caroços na hora do toque.

Os fabricantes citam um pequeno estudo com 130 mulheres para dizer que o produto, vendido no Reino Unidos pelo equivalente a R$ 81,50, permite identificar 100% dos nódulos nos seios, com eficácia similar à dos exames de mamografia.

A ONG britânica Breast Cancer Campaing fez um apelo às mulheres no jornal inglês "Daily Mail" para que não usem acessórios como a luva BE gLOVE como substitutos para a mamografia.

Não é a primeira vez neste ano que aparece um produto para "aprimorar" o autoexame dos seios. Um anúncio de uma lanterna (Breastlight, R$ 280) que, encostada na pele, permitiria ver anormalidades dentro do seio foi banido no Reino Unido no mês passado.

Para o oncologista clínico Rafael Kaliks, diretor científico da ONG Oncoguia, o anúncio da luva é antiético por se basear em uma pesquisa sem rigor científico. "A mamografia reduz a mortalidade por câncer de mama em 10% a 20%. Não há dados que justifiquem substituí-la."

A mastologista Maira Caleffi, presidente da Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama), diz que não adianta investir em um acessório enquanto fatores de risco para o câncer, como obesidade, avançam. "Isso tudo é para ganhar dinheiro às custas da doença."

Matéria publicada no Jornal Folha de S.Paulo no dia 09/11





Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive