Estudo experimental promove remissão do câncer de todos os participantes

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 09/06/2022 - Data de atualização: 09/06/2022

Um tratamento experimental de imunoterapia utilizando o medicamento dostarlimab parece ser um caminho de sucesso a ser explorado contra o câncer. Em estudo pequeno realizado pelos cientistas do Memorial Sloan Kettering (MSK) Cancer Center, em Nova York, a terapêutica conseguiu promover a remissão da doença de todos os 12 participantes, um resultado nunca antes visto.

Todos os pacientes tinham câncer retal em estágio inicial e ficaram livres da doença, sem a necessidade de quimioterapia ou cirurgia, após seis meses de tratamento com a droga.

Apesar da amostragem ser pequena, os pontos positivos do estudo foram uma surpresa para os cientistas que publicaram o resultado da pesquisa no New England Journal of Medicine.

Além de os 12 envolvidos no experimento se livrarem da doença e não apresentarem nenhum vestígio de câncer em qualquer parte do corpo, eles não sofreram efeitos adversos graves.

O que é o dostarlimab?

A droga é um anticorpo monoclonal inibidor de controle, projetada para induz as células imunes a reconhecerem e atacarem células do câncer. Ele foi aprovado pela primeira vez nos Estados Unidos para uso como tratamento contra o câncer no início de 2021.

No Brasil, o medicamento também tem aprovação da Anvisa e é indicado para o tratamento de pacientes adultos com câncer endometrial recorrente ou avançado com deficiência de enzimas de reparo (dMMR) ou alta instabilidade de microssatélite (MSI-H).

De acordo com a agência de saúde, a totalidade das evidências apresentadas demonstra que a monoterapia com dostarlimabe fornece um benefício clinicamente significativo em pacientes com esse tipo de câncer.

O medicamento, que leva o nome comercial de Jemperli, vem um frasco e seu conteúdo é injetável  por via intravenosa (numa veia) durante 30 minutos por um médico ou enfermeiro em um centro médico ou centro de infusão.

Geralmente, é administrado uma vez a cada 3 semanas por 4 ciclos e, em seguida, uma vez a cada 6 semanas, de acordo com o protocolo médico.

Fonte: Catraca Livre






Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive