Apesar de campanhas educativas, jovens estão voltando a fumar

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 21/12/2018 - Data de atualização: 21/12/2018

Apesar das inúmeras campanhas voltadas ao desencorajamento ao consumo do cigarro, a prevalência de fumantes entre jovens de 18 a 24 anos das capitais brasileiras cresceu de 7,4% para 8,5% entre 2016 e 2017. A estimativa é de que cerca de 90% dos tabagistas começaram a fumar antes dos 18 anos. Os dados foram divulgados pela diretora executiva da Aliança de Combate do Tabagismo (ACT), Mônica Andreis.

Mônica apresentou uma pesquisa onde 90% dos tabagistas começaram a fumar antes dos 18 anos. Foto: Nathalia Amaral/ODIA

Segundo a ACT, o crescimento do consumo do cigarro entre jovens é impulsionado por diversos fatores, entre eles: aditivos de aroma e sabor que tornam o cigarro mais palatável e facilitam a iniciação por jovens, além de aumentarem o potencial de dependência ao elevar a eficiência da liberação de nicotina; a exposição de maços de cigarro em pontos de venda perto de balas e doces, usada como estratégia para chamar a atenção de crianças e jovens; novos produtos de tabaco, como cigarros eletrônicos; uso de marketing nas redes sociais através de influenciadores digitais, entre outros.

O aumento do consumo influencia diretamente nos números de pacientes com câncer de pulmão, já que fumantes chegam a ter 20 vezes mais chances de ter este tipo de câncer do que não fumantes. Contudo, os riscos envolvidos com o consumo de cigarro não se restringem apenas ao câncer de pulmão, o tabagismo também influencia no surgimento de outros tipos de câncer, como boca, faringe, laringe e esôfago, sendo responsável por 30% das mortes por câncer.

Matéria publicada pelo Portal O Dia em 20/12/2018






Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive