Espaço do

Familiar


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Confira aqui os depoimentos


  • Janaina - Câncer de Pâncreas
    Fui atendida por um médico depois de uma semana de internação suas palavras foram "ela vai morrer ".
Minha mãe era professora dava aula em duas escolas uma mulher muito alegre tava sempre sorrindo tinha muito ânimo. Certo dia começou ficar muito amarela então uma de minhas irmãs que morava com ela na época a levou ao hospital de imediato a internaram para fazer exames, depois de uma cansativa semana no hospital e vários exames ainda não havia diagnostico porque a equipe médica dizia só ver uma enorme mancha, nesse momento eu e minhas irmãs já não aguentávamos mais a agonia a espera e a insegurança de minha mãe que estava totalmente consciente sem dor nem nenhum mau estar o que nos deixava mais positiva, mas diante de tantas duvidas cada médico se posicionava de uma forma alguns de forma mais positiva outros não, foi então que resolvi procurar o diretor da unidade hospitalar e exigir um diagnostico preciso e então ele me disse que só saberia o que ela tinha se a abrisse no abdômen então eu autorizei... Logo que ela voltou para o quarto ficava me perguntando o que estava acontecendo e eu nunca sabia o que dizer, pois o medico ainda não tinha vindo me dizer ela estava toda costurada na barriga começou a se queixar de dor, então a ajudei a tomar banho e se vestir, no dia seguinte logo cedo passou um médico a examinou não disse uma palavra e logo foi saindo corri atrás dele e o alcancei no corredor e com um pouco de medo eu perguntei "e ai Doutor vocês já tem um diagnóstico para minha mãe" ele olhou nos meus olhos e disse de uma forma muito natural "ela vai morrer " repetiu "ela vai morrer " e seguiu pelo corredor, me lembro apenas de ir até o fim do corredor onde havia um grande vidro me escorei ali e chorrei muito , voltei para o quarto depois de muito tempo e não tive coragem de dizer nada a ela cada vez que queria chorrar tinha que segurar. Então mandaram nos levarmos pra casa, em casa os dias foram ficando cada vez mais difíceis rapidamente ela perdeu o apetite ficou muito muito magra mas a barriga parecia de grávida de nove meses só ficava deitada se queixava muito de dor nas costas, e as vezes tinha crises, calafrios dava gemidos tremia muito dai eu a medicava ela acalmava e dormia mais no outro dia se repetia a crise e foram ficando cada vez mais frequentes ela ficava com um olhar parado as vezes e começou a delirar numa dessas crises ela gritava muito pedindo ajuda então levamos ao hospital resolveram interna-la no CTI entubaram e pediram para vir que quisesse vê-lá isso era 21:00 horas a 00:00 ela nós deixou. Tudo isso aconteceu em menos de 60 dias foi muito rápido não deu tempo nem de explicar pra ela o que tava acontecendo. Fique em paz mãe. Te amo minha gordinha.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, object given in /var/www/vhosts/www.oncoguia.org.br/httpdocs/depoimento.php on line 254

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, object given in /var/www/vhosts/www.oncoguia.org.br/httpdocs/depoimento.php on line 255

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, object given in /var/www/vhosts/www.oncoguia.org.br/httpdocs/depoimento.php on line 256