Tipos de Câncer

Linfoma Não Hodgkin em Crianças


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Vivendo com o Linfoma Não Hodgkin em Crianças

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 11/09/2013 - Data de atualização: 28/05/2017


Durante e após o tratamento do linfoma, as principais preocupações para a maioria das famílias são os efeitos imediatos e de longo prazo da doença e seu tratamento, além da preocupação de uma recidiva ou metástase.

Cuidados no Acompanhamento

Quando o tratamento termina, os médicos irão acompanhar o paciente de perto por alguns anos. Por isso é muito importante comparecer a todas as consultas de acompanhamento. Nestas consultas o médico sempre examinará, conversará com o paciente e familiar (em caso de crianças) sobre qualquer sintoma que tenha apresentado, poderá pedir alguns exames de laboratório ou de imagens para acompanhamento e reestadiamento da doença.

Exames Complementares

Nas consultas regulares de acompanhamento o médico realizará um exame físico em seu filho, com especial atenção ao tamanho e firmeza dos linfonodos.

Exames de imagem podem ser solicitados com base no tipo, localização e estágio do linfoma. Se os linfonodos ou outros órgãos foram afetados, serão solicitadas tomografia computadorizada ou tomografia por emissão de pósitrons. Também poderão ser solicitados exames de sangue, com certa regularidade, para verificar se o paciente está se recuperando bem do tratamento e detectar possíveis sinais de uma recidiva do linfoma.

Se o linfoma voltar, o tratamento posterior dependerá dos tratamentos já realizados, do tempo transcorrido a partir do tratamento inicial e das condições clínicas da criança.

Dados Médicos

Por mais que você queira deixar a experiência para trás ao fim do tratamento é também muito importante que você mantenha arquivados os exames médicos e outros dados do tratamento do seu filho.

Certifique-se de manter cópias das seguintes informações:

  • Cópia do laudo de patologia e de qualquer biópsia ou cirurgia.
  • Cópia do relatório de alta hospitalar.
  • Cópia do relatório do tratamento radioterápico.
  • Cópia do relatório quimioterápico ou de terapia alvo, incluindo medicamentos utilizados, doses, e tempo do tratamento.
  • Exames de imagem.

Fonte: American Cancer Society (27/01/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive