Tipos de Câncer

Osteossarcoma


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Vivendo com o Osteossarcoma

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 12/05/2013 - Data de atualização: 16/04/2018


Após o tratamento do osteossarcoma, as principais preocupações para a maioria dos pacientes são os efeitos imediatos e de longo prazo do tumor e seu tratamento, além da preocupação de uma recidiva ou metástase.

Cuidados do Acompanhamento

Quando o tratamento termina, os médicos irão acompanhá-lo de perto por alguns anos. Por isso é muito importante comparecer a todas as consultas de acompanhamento. Nestas consultas o médico sempre o examinará, conversará com você sobre qualquer sintoma que tenha apresentado, poderá pedir alguns exames de laboratório ou de imagens para acompanhamento e reestadiamento da doença.

Quase todo o tratamento do câncer pode ter efeitos colaterais, sendo que alguns podem durar algumas semanas, mas outros podem ser permanentes. Converse com o médico sobre quaisquer sintomas ou efeitos colaterais para que ele possa lhe orientar em como gerenciá-los.

Alguns medicamentos quimioterápicos podem provocar problemas auditivos ou cardíacos. As pessoas que recebem determinados medicamentos podem precisar faze exames de acompanhamento para verificar a função auditiva e/ou cardíaca.

Quase todos os tratamentos contra o câncer podem apresentar efeitos colaterais. Alguns efeitos são de curto prazo e melhoram com o término do tratamento, mas outros podem durar meses ou mesmo anos. Por exemplo, em pessoas mais jovens, o tratamento pode afetar a fertilidade.

Embora a infertilidade não seja um efeito colateral comum do tratamento para osteossarcoma, pode ocorrer. Os adolescentes e os adultos podem perder a capacidade de produzir espermatozoides, o que também melhora após o fim do tratamento, embora a contagem espermática possa permanecer baixa. Converse com seu médico sobre os riscos de infertilidade com o tratamento e sobre as opções para preservar a fertilidade.

Arquivamento dos Registros Médicos

Por mais que você queira deixar a experiência para trás ao fim do tratamento é também muito importante que você mantenha arquivados os exames médicos e outros dados de todo o tratamento. Reunir esses detalhes logo após o término do tratamento pode ser mais fácil do que tentar obtê-los mais tarde. Isso é muito importante em caso de consultar outro médico que desconhece por completo o histórico clínico de seu filho.

Efeitos do Tratamento a Longo Prazo


Em função dos avanços significativos no tratamento, os jovens tratados de câncer agora vivem vidas mais longas. Os médicos perceberam que o tratamento de um câncer pode muitas vezes afetar posteriormente a saúde das crianças, por isso, nos últimos anos, os efeitos dos tratamentos a longo prazo tornaram-se uma preocupação constante e um ponto importante de atenção na conduta terapêutica.

Por exemplo, os efeitos colaterais da cirurgia podem variar de pequenas cicatrizes à perda de um membro, o que exigiria reabilitação física e ajuste emocional.

Dessa forma, o tratamento de pacientes jovens requer uma abordagem muito especializada, bem como o acompanhamento no pós-tratamento.

Os pacientes jovens podem estar expostos a algum tipo de risco, que depende de uma série de fatores, como tipo de tumor, tratamentos específicos que receberam, doses e a idade na época do tratamento.

Outros efeitos tardios do tratamento do osteossarcoma podem incluir:

  • Problemas cardíacos ou pulmonares.
  • Perda de audição.
  • Atraso ou retardo no desenvolvimento e crescimento dos ossos.
  • Alterações no desenvolvimento sexual e fertilidade.
  • Problemas de aprendizagem para as crianças.
  • Desenvolvimento de um segundo câncer.

Além dos efeitos colaterais físicos, algumas crianças que sobreviveram ao câncer infantil podem apresentar problemas emocionais ou psicológicos. Elas também podem ter problemas no desenvolvimento escolar. Entretanto estes problemas podem ser abordados com apoio e encorajamento.

Questões Sociais e Emocionais


A maioria dos casos de osteossarcoma ocorre durante a adolescência, um momento muito delicado da vida. Um diagnóstico de osteossarcoma pode ter um efeito profundo sobre a aparência externa do paciente e na forma como se veem, além de poder afetar a capacidade de realização de algumas tarefas diárias. Isso pode ter um impacto grande em sua capacidade de lidar com certas situações, como ir à escola, trabalhar ou participar de atividades recreativas. Este efeito será provavelmente maior durante o primeiro ano de tratamento. A equipe médica envolvida deve avaliar a situação da família, logo que possível, para que todas as questões envolvidas possam ser abordadas.

Ninguém escolhe ter osteossarcoma, mas para muitas crianças e adolescentes, a experiência pode, eventualmente, ser positiva, ajudando a estabelecer autovalores sólidos. Outros podem ter mais dificuldade na recuperação e na adaptação à vida após o câncer. É normal ter um pouco de ansiedade ou outras reações emocionais após o tratamento, mas se sentir muito preocupado, deprimido ou com raiva pode afetar pontos importantes do crescimento de um jovem.

Os amigos podem ser uma grande fonte de apoio, mas é importante ter consciência de que algumas pessoas têm seus temores em relação ao câncer.

Embora o impacto psicológico da doença em crianças e adolescentes seja mais evidente, os desafios enfrentados por adultos não devem ser ignorados. Os pacientes adultos também devem ser encorajados a fazer fisioterapia, terapia ocupacional e a participar de grupos de apoio.

Fonte: American Cancer Society (31/01/2018)

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive