Tipos de Câncer

Câncer em Adolescentes


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Efeitos Tardios do Tratamento do Câncer em Adolescentes

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 25/04/2014 - Data de atualização: 11/05/2020


Adolescentes que tiveram câncer podem apresentar efeitos tardios do seu tratamento. É importante discutir quais são esses possíveis efeitos com seu médico.

Os riscos dependem de uma série de fatores, como o tipo de câncer, tratamentos realizados e doses administradas. A idade do paciente no momento do diagnóstico, início e duração do tratamento também são importantes. Alguns órgãos e sistemas corporais ainda podem crescer e se desenvolver em adolescentes, o que pode torná-los mais sensíveis a tratamentos como quimioterapia e radioterapia.

Os efeitos tardios podem envolver mais de uma parte do corpo ou mais de um sistema de órgãos, podendo variar a intensidade de leve a severa. Eles podem incluir:

  • Infertilidade.
  • Risco de desenvolver outro câncer mais tarde na vida.
  • Problemas cardíacos ou pulmonares.
  • Problemas de audição ou visão.
  • Problemas renais ou ósseos.
  • Dor ou inchaço.
  • Deficiências hormonais.

Assim como o tratamento do câncer na adolescência requer uma abordagem especializada, o mesmo deve ser observado para os efeitos tardios. Um acompanhamento cuidadoso após o tratamento do câncer permite aos médicos diagnosticar e tratar os efeitos tardios o mais precocemente possível. O acompanhamento depende de alguns fatores, incluindo o tipo de câncer, os tratamentos utilizados e o risco de efeitos tardios desses tratamentos.

É muito importante discutir possíveis complicações a longo prazo do tratamento com seu médico para garantir um esquema de gerenciamento e vigilância e assim iniciar o tratamento imediatamente, se necessário.

Obviamente é normal querer voltar à vida de antes uma vez terminado o tratamento do câncer. Mas é importante entender que o acompanhamento clínico periódico após o término do tratamento é uma parte fundamental do processo, além de proporcionar uma recuperação completa.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 16/10/2019, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive