Tipos de Câncer

Câncer de Ovário

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Tumores Epiteliais do Ovário

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/07/2014 - Data de atualização: 20/03/2019


Os tipos de tumores epiteliais de ovário são:

  • Tumores ovarianos epiteliais benignos

Os tumores epiteliais de ovário benignos não se disseminam, e geralmente não causam doenças graves. Existem vários tipos de tumores epiteliais benignos, incluindo os cistoadenomas serosos, cistoadenomas mucinosos e os tumores de Brenner.

  • Tumores de baixo potencial de malignidade

Alguns tumores epiteliais de ovário, quando visualizados ao microscópio não parecem ser claramente cancerígenos. Estes são denominados tumores de baixo potencial de malignidade.  Os dois tipos mais comuns são o carcinoma seroso proliferativo atípico e o carcinoma mucinoso proliferativo atípico. Estes são diferentes dos cânceres de ovário típicos, porque não crescem dentro do tecido de suporte do ovário, denominado estroma. Da mesma forma, se eles se disseminarem para fora do ovário, por exemplo, para a cavidade abdominal, podem crescer no revestimento do abdome.

Os tumores de baixo potencial de malignidade tendem a acometer mulheres mais jovens, ao contrário dos outros tipos de câncer de ovário. Estes tumores crescem lentamente e têm menos risco de morte do que a maioria dos cânceres de ovário.

  • Tumores epiteliais malignos do ovário

Os tumores epiteliais são denominados carcinomas e de 85% a 90% desses tumores são carcinomas epiteliais do ovário. As células dos tumores epiteliais têm várias características que são utilizadas para classificá-los em diferentes tipos. O tipo seroso (52%) é o mais comum, mas existem outros, como o mucinoso (6%), endometrioide (10%) e de células claras (6%).

Os carcinomas epiteliais de ovário são classificados pelo grau, baseado em quanto ele se assemelha ao tecido normal numa escala de 1 a 3. Os carcinomas epiteliais de ovário grau 1 se assemelham mais com o tecido normal e têm um melhor prognóstico. Os de grau 3 se parecem menos com o tecido normal e, geralmente, têm um prognóstico pior. Os tumores de grau 2 têm características entre os graus 1 e 3.

Outras características também são levadas em conta, como a rapidez com que as células cancerígenas se desenvolvem e como reagem à quimioterapia. Os tumores tipo I tendem a crescer lentamente e provocam menos sintomas, não respondendo bem à quimioterapia. Exemplos de tumores tipo I: carcinoma seroso de grau 1, carcinoma de células claras, carcinoma mucinoso e carcinoma endometrioide. Os tumores tipo II crescem rapidamente e tendem a se disseminar mais cedo. Esses tumores tendem a responder melhor à quimioterapia. O carcinoma seroso de alto grau (grau 3) é um exemplo de tumor tipo II.

  • Carcinoma peritoneal primário

O carcinoma peritoneal primário começa nas células que revestem o interior das trompas de Falópio. Assim como, o câncer de ovário, o carcinoma peritoneal primário tende a se disseminar ao longo das superfícies da pelve e abdome, por isso muitas vezes é difícil dizer exatamente onde a doença se iniciou. Este tipo de câncer pode ocorrer em mulheres que ainda têm ovários, no entanto é mais comum nas mulheres que já removeram os ovários para prevenir o câncer de ovário.

Os sintomas do carcinoma peritoneal primário são semelhantes aos do câncer de ovário, incluindo dor ou inchaço abdominal, náuseas, vômitos, indigestão e alteração nos hábitos intestinais. Além disso, assim como o câncer de ovário, o carcinoma peritoneal primário pode elevar o nível do marcador tumoral CA-125.

As mulheres com carcinoma peritoneal primário geralmente recebem o mesmo tipo de tratamento que aquelas com câncer de ovário disseminado. Isto pode incluir cirurgia para retirar o máximo possível do tumor, seguido por quimioterapia.

  • Câncer das trompas de Falópio

Este é um tipo raro de câncer. Começa nas trompas de Falópio, que transportam o óvulo do ovário para o útero. Como o carcinoma peritoneal primário e o câncer de ovário, o câncer das trompas de Falópio tem sintomas semelhantes. O tratamento para o câncer de trompas de Falópio é similar  ao do câncer de ovário, mas o prognóstico é um pouco melhor.

Fonte: American Cancer Society (11/04/2018)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive