Tipos de Câncer

Macroglobulinemia de Waldenstrom


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Tratamentos da Macroglobulinemia de Waldenstrom

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 14/07/2014 - Data de atualização: 13/11/2017


Após o diagnóstico e estadiamento do câncer, o médico discutirá com o paciente as opções de tratamento. A escolha do tratamento dependerá muito da idade do paciente e seu estado geral de saúde.

Nem todos os pacientes com macroglobulinemia de Waldenstrom precisam iniciar o tratamento imediatamente. As pessoas que não apresentam sintomas importantes ou incômodos muitas vezes podem ser acompanhados de perto, e se necessário, iniciar o tratamento posteriormente.

Existem vários tipos de tratamentos que podem ser utilizados para a macroglobulinemia de Waldenstrom: quimioterapia, terapia alvo, imunoterapia, plasmaferese, altas doses de quimioterapia com transplante de células tronco e radioterapia.

As duas principais formas de tratar a macroglobulinemia de Waldenstrom são quimioterapia e imunoterapia. Dependendo da situação, um ou ambos os tipos de tratamentos podem ser realizados.

Nos últimos anos, muitos avanços vêm sendo feitos no tratamento de pacientes com macroglobulinemia de Waldenstrom. Novos medicamentos foram descobertos para serem usados no tratamento da macroglobulinemia de Waldenstrom, mas poucos estudos compararam sua eficácia e quais são os melhores. Dessa forma, não existe um tratamento padrão para todos os pacientes com a doença.

É importante que todas as opções de tratamento sejam discutidas com o médico, bem como seus possíveis efeitos colaterais, para ajudar a tomar a decisão que melhor se adapte às necessidades de cada paciente.

Em função das opções de tratamento definidas para cada paciente, a equipe médica deverá ser formada por especialistas, como hematologista, oncologista e radioterapeuta. Mas, muitos outros profissionais poderão estar envolvidos durante o tratamento, como, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, assistentes sociais e psicólogos.

Fonte: American Cancer Society (28/01/2015)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive