Especial

Qualidade de vida


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Tratamentos disponíveis para ajudar com as Ereções

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/02/2016 - Data de atualização: 16/02/2016


As taxas de sucesso destes tratamentos variam muito, e em muitos casos, o aconselhamento sexual pode ajudar um casal a discutir suas opções e planejar como tornar a vida saudável e mais confortável com o tratamento.

Medicamentos


Sildenafil, vardenafil e tadalafil são medicamentos utilizados para tratar a disfunção erétil. Todos eles ajudam o homem a obter e manter uma ereção, fazendo com que mais sangue chegue ao pênis. Se você está com dificuldade nas ereções, esses medicamentos são o primeiro tipo de tratamento realizado.

Para os homens que fizeram cirurgias envolvendo a parte da inervação que provoca as ereções, esses medicamentos não são úteis na obtenção de uma ereção no primeiro ano após a cirurgia, pois atuam nos nervos responsáveis pela ereção. E mesmo com uma cirurgia conservadora, os nervos são danificados e precisam de tempo para cicatrizar. Este processo de cicatrização geralmente leva até 2 anos. Enquanto os nervos recuperam sua função, os comprimidos podem não funcionar. Na verdade, os homens percebem que os comprimidos não funcionam nos primeiros meses após a cirurgia. Cerca de 6 meses após a cirurgia, os comprimidos começam a dar os primeiros resultados, provocando uma pequena dilatação no pênis, mas não o suficiente para uma ereção. Um ano após a cirurgia, os comprimidos podem ser mais eficazes, mas ainda assim não o suficiente para uma ereção com penetração. De 18 a 24 meses após a cirurgia, os comprimidos podem ser se tornar úteis na obtenção de uma ereção firme. Se estes medicamentos não produzem ereções firmes nos primeiros meses após a cirurgia, é importante tentar outro tratamento para restaurar o fluxo sanguíneo para o pênis.

Os efeitos colaterais mais comuns dos medicamentos para disfunção erétil são dor de cabeça, rubor, indigestão, sensibilidade à luz e nariz entupido ou escorrendo. Em casos raros, podem bloquear o fluxo sanguíneo para o nervo óptico, o que poderia levar à cegueira. Os homens que tiveram esse problema eram tabagistas ou tinham problemas com pressão alta, diabetes ou níveis elevados de colesterol ou triglicerídeos no sangue. Outros medicamentos para tratar disfunção erétil estão sendo estudados.

Injeções

Muitos urologistas ensinam seus pacientes homens a injetarem no pênis medicamentos que provocam ereções. Uma agulha muito fina é usada para injetar o medicamento uns minutos antes de iniciar a atividade sexual. A combinação de excitação sexual e medicamento ajuda a produzir uma ereção mais firme e mais duradoura.

As injeções penianas são o tratamento mais confiável para a disfunção erétil e funciona em 80 a 90% dos homens. Muitos homens hesitam em aplicar as injeções por medo de sentirem dor. Mas, numa avaliação da dor da injeção em uma escala de 0 a 10, onde 0 significa sem dor e 10 significa a pior dor que você pode imaginar, a maioria dos homens qualifica a dor como 2 ou menos.

As injeções penianas funcionam, mas podem ter efeitos colaterais. Por isso, a primeira injeção é geralmente feita no consultório do médico. Raramente, um homem pode ter uma ereção que não ceda. Se isso acontecer, ele precisa ir para um pronto socorro imediatamente para tratamento. Alguns homens podem desenvolver cicatrizes no tecido esponjoso do pênis após injeções repetidas.

Dispositivos a Vácuo

Outro tratamento, o dispositivo a vácuo funciona bem em alguns homens. O homem coloca um cilindro de plástico no pênis e bombas tiram o ar de dentro para produzir um vácuo em torno do pênis. A sucção aumenta o fluxo de sangue no pênis, enchendo o tecido esponjoso. Quando o pênis está ereto, o homem tira a bomba e desliza uma banda elástica na base do pênis para ajudá-lo a ficar ereto. A banda pode ser deixada no pênis por até meia hora.

Alguns homens usam a bomba antes de começar o ato sexual, mas outros acham que ele funciona melhor depois de algumas preliminares que podem produzir uma ereção parcial. A ereção com um dispositivo a vácuo é geralmente firme, mas o dispositivo pode girar sobre o próprio eixo na base do pênis, o que pode limitar as posições durante o sexo. É necessário um pouco de prática para aprender como usar um dispositivo a vácuo.

Pellet Uretral


Outra forma de ajudar com as ereções é um pellet uretral. O homem com auxílio de um aplicador insere uma pequena bola ou supositório na uretra. O supositório derrete e o medicamento contido é absorvido através do revestimento da uretra e penetra o tecido esponjoso do pênis. O homem deve urinar antes de colocar o pellet para que o revestimento uretral fique úmido. Depois da colocação, o pênis deve ser massageado para absorver o medicamento. Este tipo de tratamento pode ser mais simples do que as injeções, mas nem sempre é eficaz e pode causar os mesmos tipos de efeitos colaterais. O pellet pode provocar tontura em alguns homens, por isso é necessário fazer um teste inicial no consultório médico. Também pode provocar queimação na uretra. Resíduos do pellet podem ser transferidos para a parceira(o) durante o sexo e provocar ardor, coceira ou desconforto.

Próteses ou Implantes


A cirurgia para o implante de uma prótese no pênis foi o primeiro tratamento realmente bem sucedido para problemas de ereção. Nos últimos 40 anos, muitas técnicas mais eficazes foram desenvolvidas para tratar problemas de ereção. Para os homens que já tentaram outros tratamentos e não funcionaram adequadamente, um implante pode ser uma opção a ser considerada. A maioria dos homens que fizeram a cirurgia de implante estão satisfeitos com os resultados.

A prótese peniana geralmente oferece possibilidade de um pênis macio ou duro. É um sistema de bomba colocado inteiramente dentro do corpo do homem. Dois cilindros de silicone infláveis e resistentes são colocados dentro do pênis. Um reservatório em forma de balão que contém uma mistura de soro e corante para raios X, é colocado atrás dos músculos da virilha. O corante é usado para que o sistema possa ser facilmente observado no caso de sair do lugar. Uma bomba é colocada dentro escroto. Todas as peças estão conectadas por uns tubos.

Geralmente, o soro fica no reservatório, deixando os cilindros no pênis vazios. Do lado de fora, o pênis conserva seu formato habitual não ereto, mas é um pouco mais volumoso. Quando o homem está pronto para o sexo, ele endurece o pênis apertando a bomba debaixo da pele do escroto várias vezes. Isso bombeia o soro aos cilindros e enche o pênis como se fosse sangue durante uma ereção natural. Quando tiver terminado o ato sexual e não deseja mais a ereção, deve-se pressionar uma válvula na parte inferior da bomba para esvaziar os cilindros. O soro, em seguida, retorna ao reservatório, e o pênis fica mole.

Os implantes podem apresentar algumas complicações, como uma infecção. Além disso, os dispositivos com mais peças são mais propensos a falhas, o que exigiria então uma segunda cirurgia.

Converse com seu urologista sobre todas as suas dúvidas e as possíveis complicações antes de tomar sua decisão. Homens casados ou num relacionamento devem incluir sua/seu parceira(o) em todas as decisões sobre implantes. Sua/seu parceira(o) precisa entender o procedimento e ter a chance de discutir quaisquer medos ou dúvidas com você e o médico. Você também deve ser realista sobre o que uma prótese pode (ou não) fazer por você. Qualquer prótese peniana é apenas um dispositivo mecânico para o pênis. Ter um implante peniano não resolve outros problemas, como baixo desejo sexual, falta de sensibilidade na pele do pênis, ou dificuldade para alcançar o orgasmo.

Um casal precisa falar abertamente, antes de terem sexo após a cirurgia de implante. Pode ser necessário testar diferentes tipos de carícias ou posições. Certifique-se de que você está realmente excitado  antes de tentar fazer sexo. Casais que se acariciam mutuamente, mesmo que um problema de ereção impeça a penetração, tendem a se adaptar mais facilmente à prótese.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive