Tipos de Câncer

Doença de Castleman

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Tratamento Localizado da Doença de Castleman

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/06/2014 - Data de atualização: 11/10/2017


A cirurgia, sempre que possível, é o tratamento recomendado para pacientes com a doença de Castleman localizada. A retirada do linfonodo comprometido geralmente leva à cura da doença. Os sintomas como febre e fadiga causados pela doença de Castleman tendem a desaparecer com a retirada do linfonodo. É raro ocorrer uma recidiva da doença.

Às vezes, se a área da doença for extensa para ser removida cirurgicamente, medicamentos como corticosteroides ou rituximabe podem ser administrados inicialmente para reduzir o tamanho do tumor e facilitar a remoção, terapia neoadjuvante.

A radioterapia também é uma opção para o tratamento da doença de Castleman localizada, para pacientes que não podem fazer a cirurgia por algum motivo ou, se toda a doença não pode ser removida com a cirurgia. Mas isso não é feito tão frequentemente quanto a cirurgia como o principal tratamento.

Alguns pacientes com doença de Castleman localizada desenvolvem amiloidose secundária, uma condição em que proteínas anormais se acumulam no rins, pele e outros órgãos. O acúmulo dessa proteína é interrompido quando o linfonodo afetado pela doença é removido.

O prognóstico para a doença de Castleman localizada é muito bom se o linfonodo comprometido for retirado cirurgicamente. Mas, às vezes o cirurgião não pode remover toda a doença. Isso não significa necessariamente que haverá uma recidiva. Mesmo a remoção parcial pode ajudar, fazendo que a doença não volte a se desenvolver.

Fonte: American Cancer Society (23/05/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive