Tipos de Câncer

Doença de Castleman

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Tratamento Localizado da Doença de Castleman

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/06/2014 - Data de atualização: 11/10/2017


A cirurgia, sempre que possível, é o tratamento recomendado para pacientes com a doença de Castleman localizada. A retirada do linfonodo comprometido geralmente leva à cura da doença. Os sintomas como febre e fadiga causados pela doença de Castleman tendem a desaparecer com a retirada do linfonodo. É raro ocorrer uma recidiva da doença.

Às vezes, se a área da doença for extensa para ser removida cirurgicamente, medicamentos como corticosteroides ou rituximabe podem ser administrados inicialmente para reduzir o tamanho do tumor e facilitar a remoção, terapia neoadjuvante.

A radioterapia também é uma opção para o tratamento da doença de Castleman localizada, para pacientes que não podem fazer a cirurgia por algum motivo ou, se toda a doença não pode ser removida com a cirurgia. Mas isso não é feito tão frequentemente quanto a cirurgia como o principal tratamento.

Alguns pacientes com doença de Castleman localizada desenvolvem amiloidose secundária, uma condição em que proteínas anormais se acumulam no rins, pele e outros órgãos. O acúmulo dessa proteína é interrompido quando o linfonodo afetado pela doença é removido.

O prognóstico para a doença de Castleman localizada é muito bom se o linfonodo comprometido for retirado cirurgicamente. Mas, às vezes o cirurgião não pode remover toda a doença. Isso não significa necessariamente que haverá uma recidiva. Mesmo a remoção parcial pode ajudar, fazendo que a doença não volte a se desenvolver.

Fonte: American Cancer Society (23/05/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive