Tipos de Câncer

Mesotelioma

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Tratamento do Mesotelioma por Estágio

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 19/12/2015 - Data de atualização: 11/02/2019


O estágio do mesotelioma é um fator importante para determinar as opções de tratamento. Mas, outros fatores, também, devem ser considerados, como se o tumor é ressecável, o estado de saúde geral do paciente e suas preferências individuais.

O mesotelioma pode ser difícil de ser tratado, se o câncer é ressecável (ou não). É importante que o paciente entenda o objetivo do tratamento antes de começar, se o intuito é curativo ou se é apenas para aliviar os sintomas da doença, bem como os possíveis riscos e benefícios.

Mesoteliomas ressecáveis

Em geral, a maioria dos mesoteliomas estágio I e II e alguns mesoteliomas pleural estágio III são potencialmente ressecáveis, mas existem exceções. Para considerar um tumor ressecável é preciso considerar seu subtipo, localização, se existe disseminação da doença e se o paciente tem condições clínicas para fazer a cirurgia.

Muitos pacientes com mesotelioma pleural ressecável podem ter o tumor removido por pleurectomia, decorticação ou pneumonectomia extrapleural. A cirurgia é mais susceptível de resultar em benefício a longo prazo para cânceres em estágio inicial, onde existe uma possibilidade de que a maior parte ou todo o tumor seja retirado.

Os pacientes com mesotelioma peritoneal estágio inicial também podem se beneficiar da cirurgia, combinada com quimioterapia intraperitoneal aquecida. Alguns pacientes têm longas remissões após este tratamento. A cirurgia também pode ser útil para alguns tipos de câncer em estágio avançado, mas os benefícios são por um período de tempo menor.

Os pesquisadores ainda estão avaliando se administrar a quimioterapia antes da cirurgia (terapia neoadjuvante) ou a químio ou radioterapia após a cirurgia (terapia adjuvante) é útil, mas nem todos concordam sobre a melhor forma de tratamento. Alguns médicos preferem administrar a quimioterapia antes ou após a cirurgia. A radioterapia pode ser realizada após a cirurgia, isoladamente ou junto com quimioterapia.

Se o paciente não tiver condições clínicas para tolerar uma cirurgia extensa, será tratado como mesotelioma iressecável.

Se o paciente estiver apresentando sintomas devido ao acúmulo de líquido no tórax ou abdome, outras abordagens, como toracentese, paracentese ou pleurodese podem ser úteis.

Como esses tipos de câncer são difíceis de serem tratados, deve ser considerada a participação de um estudo clínico com novas formas de tratamento.

Mesoteliomas irressecáveis

O mesotelioma estágio IV, assim como outros em estágio inicial, não podem ser completamente removidos cirurgicamente. Isso pode ocorrer devido a extensão do tumor, seu subtipo ou porque o paciente não tem condições clínicas para realizar o procedimento.

A químio é o tratamento principal para esses tipos de câncer. Ela pode melhorar os sintomas e diminuir ou retardar o crescimento do tumor por um determinado tempo. A terapia alvo ou a imunoterapia também podem ser realizadas. Embora esses tratamentos aumentem a sobrevida é improvável curar esses tipos de câncer. Antes de iniciar o tratamento, o paciente e seus familiares devem ter claro o objetivo tratamento.

Pacientes com mesotelioma em estágio inicial susceptíveis a crescerem lentamente e que não provocam quaisquer sintomas, uma opção seria realizar o acompanhamento clínico. Se existirem sinais de crescimento rápido do tumor ou se ele começa a provocar sintomas, o tratamento pode ser iniciado.

Como esses tipos de câncer são difíceis de serem tratados, deve ser considerada a participação de um estudo clínico com novas formas de tratamento.

Em muitos casos, o tratamento tem o objetivo de aliviar os sintomas para deixar o paciente mais confortável. Isto pode incluir tratamentos que previnem ou reduzem o acúmulo de líquidos no organismo, como toracentese, paracentese ou pleurodese. Às vezes a pleurectomia/decorticação podem ajudar com problemas respiratórios e dor no peito.

O gerenciamento da dor é outro aspecto importante do atendimento para esses tipos de câncer. Algumas cirurgias menores e tipos de radioterapia pode ajudam no alívio da dor, se necessário. Os médicos também podem prescrever analgésicos mais potentes.

Recidiva

Muitas vezes, o mesotelioma recidiva após o tratamento inicial. Se isso acontecer, as opções de tratamento dependerão do local da recidiva, dos tratamentos realizados anteriormente e do estado de saúde geral do paciente.

Na maioria dos casos, as opções serão semelhantes às mencionadas acima nos mesoteliomas irressecáveis. Por exemplo, a químio ou a radioterapia podem ser utilizadas para reduzir ou retardar o crescimento do tumor e aliviar os sintomas da doença. Como a recidiva, muitas vezes, é difícil de ser tratada, uma opção é considerar a participação em um estudo clínico com novos tratamentos.

Fonte: American Cancer Society (16/11/2018)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive