Tipos de Câncer

Câncer de Mama

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Tratamento do Câncer de Mama por Estágio

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 06/10/2014 - Data de atualização: 25/07/2020


Essas informações estão baseadas nos sistemas de estadiamento da AJCC anteriores a 2018, e consideram principalmente o tamanho do tumor e o status dos linfonodos. Como o sistema de estadiamento atual para o câncer de mama também inclui o receptor de estrogênio (ER), o receptor de progesterona (PR) e o status HER2, os estágios podem ser maiores ou menores que os sistemas de estadiamento anteriores. Ainda não foi determinado se as estratégias de tratamento mudarão com esse novo sistema de estadiamento. Portanto, discuta com seu médico o estadiamento de sua doença e as opções terapêuticas para seu caso.

O estadiamento da doença é um fator importante na tomada de decisões sobre as opções de tratamento. Em geral, quanto mais disseminada a doença, mais tratamento será necessário. Mas outros fatores também podem ser importantes, como:

  • Se as células cancerígenas têm receptores hormonais, isto é, se o tumor é RE+ ou RP+.
  • Se as células cancerígenas têm grandes quantidades da proteína HER2, ou seja, se o tumor é HER2+.
  • Preferências pessoais da paciente e seu estado de saúde geral.
  • Se a mulher já passou a menopausa.
  • Rapidez com que o tumor está crescendo.

Converse com seu médico sobre como esses fatores podem influenciar suas opções de tratamento.

Estágio 0

O estágio 0 significa que o câncer está limitado ao interior do ducto de leite e não é invasivo. As abordagens de tratamento para os tumores de mama não invasivos são diferentes do tratamento de câncer de mama invasivo.

O carcinoma ductal in situ é um tumor da mama estágio 0.

O carcinoma lobular in situ costumava ser classificado como estágio 0, mas isso foi alterado porque não é câncer. Ainda assim, indica um risco maior de câncer de mama.

Estágios I a III

O tratamento para os estágios do câncer de mama I a III geralmente inclui cirurgia e radioterapia, associado a quimioterapia ou outras terapias medicamentosas (terapia neoadjuvante) ou após a cirurgia (terapia adjuvante).

  • Estágio I. Esses cânceres ainda são relativamente pequenos e não se disseminaram para os linfonodos ou têm apenas uma pequena área de câncer disseminada no linfonodo sentinela.
     
  • Estágio II. Esses cânceres são maiores que os do estágio I e/ou se disseminaram para alguns linfonodos próximos.
     
  • Estágio III. No estágio III, o tumor é maior ou está crescendo nos tecidos próximos ou se disseminou para vários linfonodos próximos.

Estágio IV (Câncer de mama avançado)

Os tumores estágio IV se disseminaram para outros órgãos. O tratamento para o câncer de mama estágio IV geralmente consiste em terapias sistêmicas.

Recidiva do câncer de mama

Recidiva é quando a doença volta após o tratamento inicial. A recidiva pode ser local (na mesma mama ou na cicatriz da cirurgia) ou regional (numa área distante). O tratamento depende de local da recidiva e dos tratamentos já realizados.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 18/09/2019, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive