Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

The Lancet traz recomendações para pacientes com câncer durante a pandemia

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 27/05/2020 - Data de atualização: 27/05/2020


A Revista The Lancet Oncology traz em edição recente as recomendações internacionais para pacientes com câncer durante a pandemia de Covid-19. O texto da prestigiada publicação científica ressalta que as pessoas com câncer têm maior risco de infecção, internação em UTI e probabilidade de morte.

Ramon Andrade de Mello, médico oncologista, professor da disciplina de oncologia clínica da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e da Escola de Medicina da Universidade do Algarve (Portugal), é coautor do artigo. Ele ressalta que os pacientes com câncer devem procurar atendimento médico imediato para sintomas mais graves como febre alta, dificuldades em respirar, dor no peito, sentimento de confusão e lábios ou rosto azuis.

“Os pacientes com tumores e os familiares devem reduzir drasticamente os riscos de contaminação pela Covid-19, reforçando as medidas de higiene preconizadas internacionalmente”, pontua o especialista. Ele reforça que esses pacientes devem evitar pessoas com exposição conhecida, pessoas assintomáticas infectadas e pessoas sintomáticas infectadas por pelo menos 14 dias.

O oncologista aponta ainda outra importante orientação ressaltada no artigo. Os níveis de estresse e ansiedade dos pacientes geralmente são altos durante uma pandemia, especialmente porque eles já estão lidando com câncer. O texto da publicação científica orienta para aqueles com sintomas de depressão: “Algumas sugestões para combater esses sentimentos negativos incluem comunicação com amigos e familiares, atividades prazerosas, meditação, ioga e exercícios físicos, alimentação saudável, evitando exposição excessiva às notícias e boa higiene do sono. Pacientes que sentem que não conseguem lidar com o estresse devem conversar com seu médico”.

O professor da Unifesp destaca ainda dois pontos importantes do artigo. O primeiro ressalta a importância de construir confiança entre médicos e pacientes. O outro ponto traz as recomendações dos procedimentos nos centros de câncer, que devem ter orientações específicas para os pacientes em tratamento, reduzindo os riscos pela contaminação da Covid-19.

The Lancet

A Revista The Lancet é uma das publicações científicas mais influentes do mundo, fundada em 1823 e veiculada semanalmente com estudos na área de medicina. O periódico tem alto fator de impacto, e seus artigos passam por revisão dos pares antes da publicação. Em editorial no início do mês de maio, a The Lancet alertou para a alta taxa de transmissão do coronavírus no Brasil e apontou o presidente Jair Bolsonaro como “talvez a maior ameaça à resposta à covid-19” no país.  

Sobre Ramon Andrade de Mello

Oncologista clínico e professor adjunto de Cancerologia Clínica da Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Ramon Andrade de Mello tem pós-doutorado em Pesquisa Clínica no Câncer de Pulmão no Royal Marsden NHS Foundation Trust (Inglaterra) e doutorado (PhD) em Oncologia Molecular pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (Portugal).

O médico tem título de especialista em Oncologia Clínica, Ministério da Saúde de Portugal e Sociedade Europeia de Oncologia Médica (ESMO). Além disso, Ramon tem título de Fellow of the American College of Physician (EUA) e é membro do Comitê Educacional de Tumores Gastrointestinal (ESMO GI Faculty) da Sociedade Europeia de Oncologia Médica (European Society for Medical Oncology – ESMO), Membro do Conselho Consultivo (Advisory Board Member) da Escola Europeia de Oncologia (European School of Oncology – ESO) e ex-membro do Comitê Educacional de Tumores do Gastrointestinal Alto (mandato 2016-2019) da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (American Society of Clinical Oncology – ASCO).

O oncologista é do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital 9 de Julho, em São Paulo, SP, e do Centro de Diagnóstico da Unimed (CDU), em Bauru (SP).

Fonte: ABC do ABC

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive