Tipos de Câncer

Leucemia Linfoide Aguda (LLA)

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Bayer Janssen MSD Takeda Astellas UICC Libbs Abbvie Ipsen Sanofi Daiichi Sankyo GSK Avon Nestlé Servier Viatris


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Terapia-alvo para leucemia linfoide aguda (LLA)

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 03/07/2015 - Data de atualização: 08/09/2022


Terapia-alvo é um tipo de tratamento contra o câncer que age em partes específicas das células cancerígenas, de forma diferente dos quimioterápicos convencionais. Às vezes, ela age quando a quimioterapia não responde, e muitas vezes apresenta efeitos colaterais diferentes.
Alguns desses medicamentos podem ser úteis em determinados casos de leucemia linfoide aguda.
 
Terapia-alvo para leucemia linfoide aguda com o cromossomo Filadélfia
 
Cerca de 1 em cada 4 pacientes adultos com leucemia linfoide aguda tem o cromossomo Filadélfia. Este é um cromossomo anormal formado pela troca de material entre os cromossomos 9 e 22. Isso forma um novo gene denominado BCR-ABL. As células com o gene BCR-ABL produzem uma proteína anormal que ajuda as células a crescerem.
 
Os inibidores da tirosina quinase (TKIs) foram desenvolvidos para atacar essa proteína, e incluem:

  • Imatinibe.
  • Dasatinibe.
  • Nilotinibe.
  • Ponatinibe.
  • Bosutinibe.

Em pacientes com leucemia linfoide aguda com o cromossomo Filadélfia, adicionar um inibidor de tirosina quinase à quimioterapia aumenta a chance da leucemia entrar em remissão. A continuação do tratamento com um desses medicamentos pode impedir a recidiva da leucemia.
 
Esses medicamentos são administrados diariamente por via oral.
 
Os efeitos colaterais frequentes incluem diarreia, náuseas, dores musculares, fadiga e erupções cutâneas. Um efeito colateral frequente é o inchaço ao redor dos olhos ou nas mãos ou pés. Outros efeitos possíveis incluem diminuição das taxas sanguíneas no início do tratamento. Todos esses efeitos pioram em doses superiores às habituais dos medicamentos. Também podem ocorrer outros efeitos colaterais importantes, que diferem dependendo do medicamentos utilizado.
 
Medicamentos imunoterápicos para leucemia linfoide aguda
 
Alguns dos medicamentos imunoterápicos usados para tratar a leucemia linfoide aguda também podem ser considerados formas de terapia-alvo, porque se ligam a partes específicas das células leucêmicas, como, por exemplo:

  • Blinatumomabe.
  • Inotuzumabe ozogamicina.

Para saber se o medicamento que você está usando está aprovado pela ANVISA acesse nosso conteúdo sobre Medicamentos ANVISA.
 
Para saber mais sobre alguns dos efeitos colaterais listados aqui e como gerenciá-los, consulte nosso conteúdo Efeitos Colaterais do Tratamento.
 
Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 17/10/2018, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive