Tipos de Câncer

Leucemia em Crianças

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Terapia Alvo para Leucemia em Crianças

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 17/08/2013 - Data de atualização: 19/05/2017


Nos últimos tempos, novas terapias alvo para partes específicas das células cancerosas têm se tornado uma opção de tratamento padrão para muitos pacientes com câncer. Estes medicamentos alvo funcionam de forma diferente dos quimioterápicos padrões e têm efeitos colaterais diferentes.

Por exemplo, quase todas as crianças com leucemia mieloide crônica (LMC) têm o cromossomo Filadélfia em suas células. Os medicamentos, como o imatinibe e o dasatinibe agem especificamente nas células que têm o cromossomo Filadélfia. Estes medicamentos são eficazes para manter a leucemia sob controle por longos períodos de tempo, na maioria dessas crianças, embora ainda não esteja claro se podem curar a doença.

Uma pequena parcela de crianças com leucemia linfoide aguda (LLA) também têm células de leucemia com o cromossomo Filadélfia. Estão em andamento, estudos para verificar se esses medicamentos podem ser combinados com a quimioterapia convencional para se obter melhores resultados.

Estes medicamentos são administrados por via oral. Os efeitos colaterais incluem náuseas, diarreia, dor muscular, fadiga e erupções cutâneas. Estes efeitos são geralmente leves. Um efeito colateral comum é o inchaço ao redor dos olhos ou nas mãos ou pés. Alguns estudos sugerem que esse acúmulo de líquido pode ser causado pelos efeitos dos medicamentos sobre o coração. Outros possíveis efeitos colaterais incluem diminuição dos glóbulos vermelhos e das plaquetas no início do tratamento. Estes medicamentos também podem retardar o crescimento de uma criança, especialmente se usado antes da puberdade.

Outras terapias alvo também estão sendo testados em estudos clínicos.

Fonte: American Cancer Society (03/02/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive