Tipos de Câncer

Leucemia Mieloide Aguda (LMA)

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Taxa de Resposta do Tratamento para Leucemia Mieloide Aguda (LMA)

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 27/07/2015 - Data de atualização: 23/11/2018


O objetivo do tratamento da leucemia mieloide aguda é a remissão completa, preferencialmente uma remissão molecular, ou seja sem sinais da doença na medula óssea.

Para a maioria dos tipos de leucemia mieloide aguda

Dois em cada 3 pacientes com leucemia mieloide aguda que recebem quimioterapia de indução padrão entram em remissão. Isso normalmente significa que a medula óssea contém menos de 5% de células blásticas, as taxas sanguíneas estão dentro dos limites normais, e não existem sinais ou sintomas da doença. A chance real de remissão depende, em grande parte, de fatores prognósticos específicos do paciente, como idade ou presença de determinadas alterações genéticas ou cromossômicas.

Os pacientes mais velhos geralmente não toleram o tratamento intensivo e muitas vezes têm alterações cromossômicas nas células leucêmicas que estão ligadas a um pior prognóstico. Cerca de metade desses pacientes entram em remissão após o tratamento inicial.

Se a remissão é atingida, os pacientes podem, em seguida, receber tratamento de consolidação. Cerca da metade desses pacientes entram em remissão a longo prazo. Mas, esse número é influenciado por fatores prognósticos, como a idade do paciente e se as células leucêmicas têm determinadas alterações genéticas ou cromossômicas. Realizar um transplante de células tronco alogênico como consolidação tem uma maior taxa de sucesso, mas também um risco maior de outras complicações.

Leucemia promielocítica aguda

O prognóstico para pacientes com leucemia promielocítica aguda tende a ser melhor do que para aqueles com outros tipos de leucemia mieloide aguda, embora os fatores prognósticos possam ser importantes. Mais de 90% dos pacientes com leucemia promielocítica aguda entram em remissão com o tratamento padrão de indução. Com a consolidação e manutenção, de 80% a 90% dos pacientes com leucemia promielocítica aguda permanecem em remissão a longo prazo.

Fonte: American Cancer Society (21/08/2018)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive