Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Sociedade participa em peso de consulta sobre melanoma 

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 24/01/2020 - Data de atualização: 24/01/2020


O que houve?

Foram apresentadas, pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (CONITEC), as contribuições realizadas pelo público leigo e científico na Consulta Pública MS-SCTIE nº 85/19  a respeito da recomendação relativa à proposta de incorporação da terapia-alvo (vemurafenibe, dabrafenibe, cobimetinibe, trametinibe) e imunoterapia (ipilimumabe, nivolumabe, pembrolizumabe) para o tratamento de primeira linha do melanoma avançado não-cirúrgico e metastático, apresentada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (SCTIE/MS).

Foram 98 páginas de contribuições técnicas e 286 páginas de contribuições sobre experiências e opiniões de pacientes, familiares e cuidadores.

Tendo em vista a inquestionável eficácia dos tratamentos avaliados, a maioria absoluta das contribuições discordaram da recomendação preliminar da Conitec sobre a não incorporação dos medicamentos demandados, com apresentação de argumentos e estudos científicos que confirmam a veracidade dos dados apresentados.

Tenha acesso aqui ao relatório de contribuições técnicas.

Tenha acesso aqui ao relatório de contribuições sobre experiências e opiniões.
 

E agora?

As contribuições serão analisadas pela CONITEC que posteriormente publicará relatório contendo sua recomendação final. O Instituto Oncoguia também enviou suas contribuições nesta consulta. 

Tenha acesso aqui ao nosso posicionamento.

Reiteramos a necessidade de articulações conjuntas entre Ministério da Saúde e laboratórios fabricantes dos medicamentos demandados, para que o paciente do SUS com melanoma avançado tenha acesso às terapias que necessitam a um custo efetivo, justo e viável para aquisição pelo governo.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive