Tipos de Câncer

Linfoma Não Hodgkin em Crianças

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Sinais e Sintomas do Linfoma Não Hodgkin em Crianças

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 11/09/2013 - Data de atualização: 28/05/2017


O linfoma não Hodgkin em crianças pode provocar diferentes sinais e sintomas, dependendo da sua localização no corpo, como, por exemplo:

  • Aumento de tamanho dos linfonodos.
  • Aumento de volume abdominal.
  • Sensação de saciedade.
  • Falta de ar ou tosse.
  • Febre.
  • Perda de peso.
  • Sudorese.
  • Fadiga.

Gânglios Linfáticos Aumentados. O linfoma não Hodgkin pode crescer nos gânglios linfáticos (nos lados do pescoço, nas axilas, ou na região da virilha). Os linfonodos aumentados são frequentemente vistos ou sentidos como nódulos sob a pele. Eles são frequentemente percebidos pela própria criança ou seus pais. Os gânglios linfáticos aumentados em crianças são frequentemente provocados por infecções e não necessariamente pelo linfoma não Hodgkin.

Linfoma no Abdome. Se o linfoma se desenvolve no abdome, pode provocar aumento de volume, inchaço e dor. Às vezes pode aumentar o tamanho do baço de modo a pressionar o estômago, fazendo com que a criança se sinta saciada com pequenas quantidades de alimentos. Quando o linfoma provoca inchaço na região dos intestinos, pode bloquear os movimentos intestinais provocando dor abdominal, náuseas ou vômitos. O linfoma também pode bloquear a passagem da urina, levando a problemas como retenção urinária, diminuição da produção de urina, cansaço, perda de apetite, náuseas ou inchaço nas mãos ou pés.

Linfoma no Tórax. Quando o linfoma se inicia no timo ou nos linfonodos do tórax estes podem pressionar a traqueia. O que pode provocar tosse, falta de ar e dificuldade respiratória. A veia cava superior é uma veia que transporta o sangue da cabeça e braços de volta para ao coração. Ela passa ao lado do timo e dos linfonodos dentro do tórax. Os linfomas desta região podem pressionar a veia cava superior, provocando inchaço na face, pescoço, braços e parte superior do tórax, o que se denomina síndrome da veia cava superior. Também pode provocar problemas respiratórios, dores de cabeça, tonturas e problemas de consciência se atingir o cérebro. O que pode ser fatal e precisa ser tratada imediatamente.

Linfoma no Cérebro e Medula Espinhal. Alguns tipos de linfoma podem se disseminar para a região ao redor do cérebro e medula espinhal, provocando problemas como dor de cabeça, alterações da visão, dormência facial e dificuldade na fala.

Linfoma na Pele. Alguns linfomas podem afetar a própria pele provocando comichão, manchas vermelhas ou de cor púrpura ou nódulos sob a pele.

Sintomas Gerais

Além dos sinais e sintomas, que dependem da região do corpo onde se origina o linfoma não Hodgkin pode provocar outros sintomas gerais como:

  • Febre e calafrios.
  • Sudorese noturna.
  • Perda de peso sem razão aparente.

Quando se fala em linfoma, os médicos às vezes chamam esses sintomas de B. Os sintomas B são frequentemente diagnosticados como linfomas de crescimento rápido.

Outros sintomas podem ser provocados pela diminuição das células sanguíneas. As taxas sanguíneas podem ser baixas se o linfoma se disseminar para a medula óssea multiplicando-se fora do normal em lugar das que produzem as novas células sanguíneas sadias. Isso pode levar a problemas como:

  • Infecções, devido a diminuição dos glóbulos brancos.
  • Hematomas ou hemorragia, devido a diminuição das plaquetas.
  • Fadiga, devido a diminuição dos glóbulos vermelhos.

Muitos dos sinais e sintomas acima são provavelmente provocados ​por outras condições clínicas, como uma infecção. Entretanto, se seu filho apresentar algum destes sintomas, procure um médico para que a causa seja diagnosticada e se, necessário, iniciado o tratamento.

Fonte: American Cancer Society (27/01/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive