Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Sancionada Lei que garante cirurgia reconstrutiva da mama

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 20/12/2018 - Data de atualização: 20/12/2018


O que houve? 

Foi sancionada pela Presidência da República e publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (20) a Lei n° 13.770, de 19 de dezembro de 2018, para dispor sobre a cirurgia plástica reconstrutiva da mama em casos de mutilação decorrente de tratamento de câncer. A nova lei tem origem no Projeto de Lei da Câmara n° 4.409/2016, aprovado no Plenário no dia 4 de dezembro.

O projeto teve autoria do deputado Carlos Bezerra (MDB-MT). A atenção às pacientes portadoras de câncer de mama mudou radicalmente ao se determinar, na esfera do Sistema Único de Saúde, a reconstrução imediata quando a conduta fosse possível e isenta de riscos. Dessa forma, o autor propõe a intervenção sobre a mama contralateral, em razão da necessidade de proporcionar o equilíbrio anatômico. “A simetria das mamas obtida através da intervenção cirúrgica trará, sem sombra de dúvidas, suporte para uma recuperação pós-operatória mais favorável. Além disso, eliminará a necessidade de outra intervenção no futuro”.

E agora?

Com o substitutivo, relatado no Senado pela senadora Marta Suplicy, duas novas regras foram introduzidas: o direito ao procedimento de tornar simétricas ambas as mamas e ao procedimento de reconstrução das aréolas mamárias.

Esta Lei entra em vigor após decorridos 180 (cento e oitenta) dias de sua publicação oficial, ou seja, a partir de 17 de junho de 2019, e tem impacto tanto no SUS, quanto na Saúde Suplementar.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive