Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

RR tem a maior taxa estimada de novos casos de câncer de boca em mulheres da região Norte

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/07/2021 - Data de atualização: 15/07/2021


Roraima é o estado da região Norte com a maior estimativa de novos casos de câncer de lábio e cavidade oral em mulheres em 2020. Os dados são do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), órgão ligado ao Ministério da Saúde (MS), e que fez um levantamento da incidência de câncer no Brasil.

Conforme o levantamento, o estado registrou um aumento de 3,38 casos a cada 100 mil mulheres e ficou acima de Tocantins, Acre e Pará, respectivamente.

Em relação as capitais, com 3,22 casos, Boa Vista concentrou a terceira maior incidência na região, atrás apenas de Manaus (7,78) e Palmas (4,20).

Segundo o médico oncologista, Ruiter Diego Moraes, o surgimento do câncer de boca está relacionado principalmente à exposição ao sol, ao uso do cigarro e ao consumo de bebida alcoólica, que fazem alterações no DNA da célula e originam a doença.

"A maioria dos cânceres podem ter alguma influência genética, mas o mais comum é a parte ambiental. A parte da boca que mais toma sol é a superior, então ela fica muito mais exposta e é afetada pelo câncer de lábio. Já no caso da cavidade oral, parte interna da boca, os hábitos etílicos são os fatores importantes. Se uma pessoa bebe e fuma, ela passa a ter 40 vezes mais chances de ter o câncer", explica o médico.

A recomendação é estar atento aos primeiros sinais, como uma lesão que persiste por mais de 15 dias e manchas brancas ou vermelhas. O oncologista afirma que, para prevenir a doença, são necessários cuidados pessoais. A indicação do médico é de que a pessoa conheça o seu corpo.

"Quando a pessoa se conhece, ela consegue identificar o aparecimento de uma lesão que não tinha antes e procurar o atendimento médico o mais rápido. Se conseguirmos fazer o diagnóstico inicial, a chance de cura é bastante alta, mas a maioria dos casos que pegamos são avançados, em estágios três e quatro. Então, é importante que a pessoa faça um autoexame, se há uma lesão com pelo menos 15 dias, recomendamos que ela procure um dentista, o médico do posto de saúde ou o cirurgião de cabeça e pescoço", aconselha Ruiter.

A cirurgia é o tratamento de escolha para tumores de lábio e cavidade oral em estágios iniciais. Contudo, a radioterapia e a quimioterapia também são modalidades terapêuticas importantes no tratamento desses cânceres.

O especialista, explica que, quanto mais tardia a percepção do tumor, menor é a chance de recuperação. O diagnóstico precoce pode ser decisivo para a vida do paciente.

"É importante passar por uma consulta médica porque o médico avalia que é uma lesão suspeita para câncer e faz uma biópsia. Se o câncer estiver muito no inicio a gente tira a lesão inteira e já é o suficiente, mas em outros casos é feito um tratamento complementar. O mais importante é diagnosticar no estagio inicial, porque assim conseguimos melhorar a chance de sobrevivência da pessoa", explica.

Conforme o oncologista, o principal sintoma é a presença de manchas avermelhadas na boca, mas o paciente também pode apresentar:

"Profissionais como motoristas e trabalhadores rurais, que estão em constante exposição solar precisam ter um cuidador maior e fazendo o uso do protetor solar, mantendo uma aplicação contínua a gente consegue se prevenir do câncer nos lábios", recomenda.

Fonte: G1



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive