Tipos de Câncer

Câncer de Mama

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Reduzindo o Risco de Câncer de Mama

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 24/07/2020 - Data de atualização: 24/07/2020


Não existem formas de evitar o câncer de mama. Mas existem coisas que você pode fazer para diminuir o risco da doença. Muitos fatores de risco estão além do seu controle, como ser mulher, mas outros fatores podem ser alterados e podem diminuir seu risco.

Para todas as mulheres

Manter um peso saudável. Tanto o aumento de peso corporal quanto o ganho de peso na idade adulta estão associados a um maior risco de câncer de mama após a menopausa. É recomendado que a mulher mantenha um peso saudável durante toda a vida e evite o ganho de peso excessivo equilibrando a dieta com alimentos saudáveis.

Ser fisicamente ativa. Vários estudos mostraram que a atividade física está associada a um menor risco de câncer de mama, por isso é importante a prática regular.

Limitar o consumo de álcool. O álcool aumenta o risco de câncer de mama. Mesmo baixos níveis de ingestão de álcool têm sido associados a um aumento de risco. O ideal é não ingerir álcool, mas se o fizer, limitar a uma dose por dia.

Ligação entre dieta e risco de câncer de mama

A possível ligação entre dieta e risco de câncer de mama não é clara, mas essa é uma área ativa de estudos. Alguns estudos sugerem que uma dieta rica em vegetais, frutas e laticínios ricos em cálcio, mas pobre em carnes vermelhas e processadas, pode diminuir o risco de câncer de mama. Também não está claro se o consumo de vegetais, frutas ou outros alimentos específicos reduzem o risco.

Até o momento, não existem evidências de que a ingestão de vitaminas ou qualquer outro tipo de suplemento dietético reduza o risco de câncer de mama.

Outros fatores que podem reduzir o risco. Mulheres que amamentam por vários meses, (12 – 24) reduzem o risco de câncer de mama.

O uso da terapia hormonal após a menopausa pode aumentar o risco de câncer de mama. Para evitar isso, converse com seu médico sobre as opções não hormonais para tratar os sintomas da menopausa.

Para mulheres com risco aumentado de câncer de mama

As mulheres com risco aumentado de câncer de mama devido a fatores, como histórico familiar de câncer de mama, mutação genética conhecida que aumenta o risco de câncer de mama (gene BRCA1 ou BRCA2) ou que tiveram câncer de mama ductal in situ ou câncer de mama lobular in situ, existem algumas coisas que podem ser feitas para diminuir o risco de desenvolver câncer de mama ou diagnosticá-lo precocemente:

  • Aconselhamento genético e testes para avaliar o risco do câncer de mama.
  • Acompanhamento clínico para diagnosticar sinais precoces do câncer de mama.
  • Uso de medicamentos para diminuir o risco do câncer de mama.
  • Cirurgia preventiva (profilática).

O seu médico pode ajudá-la a determinar seu risco de câncer de mama e também quais opções, se houver alguma, podem ser adequadas para você.

Aconselhamento e testes genéticos

Se houver motivos para pensar que você possa ter herdado uma alteração genética que aumenta seu risco de câncer de mama, como histórico familiar de câncer de mama ou um membro da família com uma mutação genética conhecida, converse com um geneticista sobre o aconselhamento genético e quais os testes são remendados para o seu caso.

Vigilância ativa

Para mulheres com risco aumentado de câncer de mama que não desejam tomar medicamentos ou fazer cirurgia, alguns médicos indicam a vigilância ativa, que pode incluir:

  • Consultas médicas mais frequentes para exames da mama e avaliação contínua do risco.
  • Início do rastreamento do câncer de mama com mamografias anuais numa idade mais precoce.
  • Possivelmente adicionar outro exame de rastreamento, como ressonância magnética da mama.

Embora essa abordagem não diminua o risco de câncer de mama, pode ajudar no diagnóstico precoce da doença, quando é provável que seja mais fácil de ser tratada.

Uso de medicamentos para diminuir o risco de câncer de mama

A prescrição de medicamentos pode ajudar a diminuir o risco de câncer de mama em determinadas mulheres com risco aumentado de câncer de mama.

Medicamentos como tamoxifeno e raloxifeno bloqueiam a ação do estrogênio no tecido mamário. O tamoxifeno pode ser uma opção, mesmo que você não tenha passado pela menopausa, enquanto o raloxifeno é usado apenas para mulheres que já tiveram a menopausa. Outros medicamentos, denominados inibidores da aromatase, também podem ser uma opção para mulheres na menopausa. Todos esses medicamentos podem apresentar efeitos colaterais, por isso converse com seu médico antes de iniciar o uso para entender os possíveis benefícios e riscos de cada um deles.

Cirurgia preventiva para mulheres com alto risco de câncer de mama

Para as mulheres que têm um alto risco de câncer de mama, como uma mutação no gene BRCA, uma opção é a cirurgia para a retirada das mamas (mastectomia profilática). Outra opção é a retirada dos ovários, que são a principal fonte de estrogênio do organismo. Embora a cirurgia possa reduzir o risco do câncer de mama, não elimina completamente, além de apresentar seus próprios efeitos colaterais.

Antes de decidir por qualquer uma dessas opções, converse com seu médico para entender seu risco de câncer de mama e o quanto essas abordagens podem afetar seu risco.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 09/06/2020, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive