Especial

Qualidade de vida


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Quem pode desenvolver o linfedema?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 21/08/2015 - Data de atualização: 21/08/2015


Os pesquisadores ainda não sabem exatamente porque alguns pacientes são mais propensos a ter problemas com o acúmulo de líquido do que outros. Pacientes que tiveram muitos linfonodos removidos e/ou receberam radioterapia têm um risco maior de linfedema crônico, mas não há como prever quem irá desenvolvê-lo.

O linfedema pode se tornar um problema após a cirurgia ou radioterapia para qualquer tipo de câncer. Porém, está mais relacionado com o tratamento para câncer de:

  • Mama.
  • Próstata.
  • Câncer na região pélvica, como câncer de bexiga, testículo, vagina e de colo de útero.
  • Linfoma.
  • Melanoma.

O linfedema é mais frequente nos braços ou pernas, mas pode acontecer em outras partes do corpo. Se ele ocorrer após o tratamento do câncer de mama, pode afetar o tórax e axilas, bem como o braço do lado da mama afetada. Após o tratamento de câncer na região abdominal ou pelve o linfedema pode aparecer como inchaço do abdome, órgãos genitais ou em uma ou ambas as pernas. O tratamento de tumores na região da cabeça e pescoço tem sido associado com linfedema na face, boca, olhos e pescoço.

Fonte: American Cancer Society (05/04/2013)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive