Especial

Qualidade de vida


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Quando o linfedema se desenvolve?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 21/08/2015 - Data de atualização: 21/08/2015


Após a cirurgia: linfedema de curto prazo

O linfedema pode se desenvolver logo após a cirurgia, o que é denominado linfedema temporário. Esse tipo é leve e desaparece em até 2 semanas, mas também pode aparecer mais tarde, cerca de 6 a 8 semanas após a cirurgia ou radioterapia. Os sinais do linfedema podem ser confundidos com coágulos sanguíneos, infecção ou outro problema. A área afetada pode estar vermelha e quente, o que também pode ser um sinal de coágulo sanguíneo, infecção ou outro problema. Se nada disso está acontecendo, pode ser tratado melhorando a amplitude do movimento e tomando medicamentos para reduzir a inflamação. Porém, caso continue apresentando esses sintomas, o ideal é que informe seu médico ou fisioterapeuta. Estudos realizados em braços com edema após mastectomia sugerem que o inchaço precoce pode significar um risco maior de linfedema mas não está claro, neste momento, se isto também pode ser aplicado a outras partes do corpo.

Meses ou anos após o tratamento do câncer: linfedema crônico

Esta forma de linfedema se desenvolve lentamente ao longo do tempo, podendo aparecer muitos meses (ou até mesmo anos) após o tratamento do câncer e o inchaço pode variar de leve a severo. O líquido linfático que se acumula na pele e tecidos subjacentes pode  impedir que os nutrientes cheguem às células, interferindo na cicatrização de feridas e levando à infecções, tornando-se algo muito desconfortável ao paciente. O linfedema pode ser um problema a longo prazo, mas existem maneiras de ser controlado.

Ainda temos muito a aprender sobre linfedema, mas sabemos que existem coisas que você poderá fazer para cuidar de si mesmo e ajudar a diminuir o seu risco , como reconhecê-lo o mais precocemente possível e assim iniciar o tratamento

Quando buscar ajuda


Entre em contato com sua equipe médica se notar qualquer um dos sinais listados na seção como saber se desenvolvi um linfedema ou apresentar qualquer uma das seguintes alterações:

  • Caso qualquer parte de seu corpo inche repentinamente ou  fique quente, avermelhada, com manchas vermelhas ou estrias e sensível ao toque.. Isto pode ser um sinal de infecção ou de um coágulo e precisa de tratamento imediato.
  • Caso apresente febre que não esteja relacionada com alguma gripe ou resfriado. 
  • Qualquer nova dor na área afetada sem causa conhecida.

Fonte: American Cancer Society (05/04/2013)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive