Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Qualidade no Tratamento do Câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/08/2015 - Data de atualização: 16/08/2015


Qualidade é o grau no qual os serviços prestados ao paciente aumentam a probabilidade de resultados favoráveis que, em consequência, reduzem os desfavoráveis dado o grau de desenvolvimento científico-tecnológico presente até um determinado momento.
 
A qualidade no tratamento de forma geral tem dois componentes:

  1. Operacional, que é o processo propriamente dito.
  2. Perceptivo, ou como os pacientes percebem o tipo de serviço oferecido.

Nesse sentido a qualidade em saúde deve começar muito antes do tratamento. Sabemos que um diagnóstico precoce e correto são elementos que contribuem muito para o aumento das chances de cura ou mesmo do controle adequado de uma doença.
 
Assim, o tratamento correto, requer uma hierarquia de evidências obtidas a partir de estudos clínicos bem conduzidos somados à boa formação e experiência do profissional, para julgar o melhor momento e a melhor forma de aplicar essas evidências na prática.

No entanto, um procedimento de boa qualidade, bem executado, pode ser absolutamente inadequado se empregado em situação para a qual ele não é recomendado.
 
Por outro lado, o fato de existirem evidências não garante que determinado tipo de tratamento será empregado. É necessária a existência de recursos diagnósticos e opções terapêuticas atualizadas.

Um dos primeiros passos para que isso aconteça é compreender que para alcançar qualidade no tratamento os resultados dependem de processos que inevitavelmente estão na dependência da estrutura definida pelos insumos, como área física, recursos materiais (equipamentos, ferramentas, instrumentais, órteses, próteses), recursos humanos, instrumentos de gestão e o processo como se realiza o atendimento utilizando todos os elementos envolvidos nos cuidados ao paciente.
 
O acesso a esses recursos pode, no caso do Brasil, ser diferente a sua disponibilidade. Com uma disparidade social imensa, muitas vezes os tratamentos estão disponíveis (existem em nosso meio), mas não estão acessíveis (não existe acesso igualitário a eles). Sendo este um problema quando estamos falando de qualidade em saúde e qualidade no tratamento.
 
Por tanto a qualidade no atendimento oncológico não somente é o tratamento da doença em si, senão também é o cuidado do paciente como pessoa. O paciente requer atenção e comunicação adequada tanto quanto o manejo adequado de todos os sintomas que causam impacto negativo em sua qualidade de vida (dor, fadiga, alterações do sono, etc).
 
Em resumo, os pacientes com doenças neoplásicas precisam ser tratadosadequadamente com métodos efetivos, confiáveis e administrados com ética e humanismo.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive