Tipos de Câncer

Câncer de Colo do Útero

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Quais os tipos de cirurgias disponíveis para o câncer de colo do útero?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 08/09/2015 - Data de atualização: 24/02/2017


Os tipos de cirurgia para os pré-cânceres e cânceres de colo do útero são:

  • Criocirurgia. Uma sonda de metal resfriada com nitrogênio líquido é inserida diretamente no colo do útero. Esta técnica mata as células anormais, congelando-as. A criocirurgia é utilizada parar tratar o câncer invasivo.

  • Cirurgia a Laser. Um feixe de laser é utilizado para queimar as células anormais ou remover uma amostra de tecido para análise. A cirurgia a laser é usada para tratar lesões pré-cancerosas de colo do útero.

  • Conização. Uma amostra em forma de cone de tecido é removida do colo do útero utilizando a biópsia em cone. Essa técnica pode ser utilizada para diagnosticar o câncer antes do tratamento adicional com cirurgia ou radioterapia. Também pode ser utilizado como o único tratamento em mulheres com doença inicial, que querem preservar sua fertilidade.

  • Histerectomia. Este procedimento consiste na remoção do útero (corpo do útero e colo do útero), preservando as estruturas próximas ao órgão. A vagina e os linfonodos pélvicos não são removidos. Os ovários e trompas de Falópio são normalmente preservados a menos que haja alguma outra razão para removê-los.

  • Histerectomia Radical. Neste procedimento, o cirurgião retira o útero, juntamente com os tecidos próximos ao órgão e a parte superior da vagina, próxima ao colo do útero. Os ovários e trompas de Falópio não são removidos a menos que haja alguma outra razão clínica para removê-los.

  • Traquelectomia. Esse procedimento permite que algumas mulheres jovens possam ser tratadas, sem perder a fertilidade. Este procedimento remove o colo do útero e a parte superior da vagina, mas não o corpo do útero. O cirurgião coloca uma bolsa alinhavada de modo a agir como uma abertura artificial do colo do útero dentro da cavidade uterina. Os gânglios linfáticos são removidos por laparoscopia que requer outra incisão. A cirurgia é realizada por via vaginal ou por via abdominal.

  • Exenteração Pélvica. Esta é uma cirurgia mais extensa utilizada para tratar a recidiva do câncer de colo de útero. Nesta cirurgia, são removidos os mesmos órgãos e tecidos como em uma histerectomia radical com dissecção de linfonodos pélvicos. Além disso, dependendo do local onde o câncer se disseminou, podem ser removidos o reto, bexiga, vagina e parte do cólon.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive