Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Proposta quer oficializar Outubro Rosa

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 17/08/2018 - Data de atualização: 17/08/2018


O que houve?

Destinar oficialmente o mês de outubro à conscientização sobre o câncer de mama no país, integrando o Brasil ao movimento internacional conhecido por Outubro Rosa, e estabelecer ações de divulgação sobre a doença é o objetivo do Projeto de Lei da Câmara nº 32/18, que está pronto para votação na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Pelo texto da deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), em todos os meses de outubro devem ser realizadas atividades para alertar a população sobre a doença, como expandir a iluminação dos prédios públicos com luzes cor de rosa; promover palestras, eventos e atividades educativas; veicular campanhas de mídia e informar a população por meio de banners, folders e outros materiais ilustrativos sobre a prevenção, o diagnóstico e o tratamento desse tipo de neoplasia.

Segundo a autora, o câncer de mama é a maior causa de morte por câncer entre as mulheres. Estima-se que sejam  520 mil mortes por ano em todo o mundo. A relatora na CAS, Marta Suplicy (MDB-SP), acrescentou que é o segundo tipo de neoplasia maligna mais comum em mulheres no Brasil e a que mais mata.

O Instituto Nacional de Câncer (INCA), segundo dados apresentados pela senadora, estima que, em 2018, cerca de 60 mil novos casos da doença sejam diagnosticados. Em 2016, de acordo com o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS), mais de 16 mil mulheres morreram por causa da doença.

— Essas informações evidenciam a importância de medidas de prevenção ao câncer de mama e de rastreamento para o seu diagnóstico precoce, ocasião em que o tratamento é mais eficaz em reduzir tanto a morbidade, quanto a mortalidade. Evidencia-se, nesse contexto, a importância da campanha “Outubro Rosa”, que visa advertir a população sobre o câncer de mama e sobre as medidas de prevenção, diagnóstico e tratamento da doença — opinou Marta em seu relatório favorável à proposta.

EUA

O Outubro Rosa é um movimento internacional e a cor vem do laço rosa, que simboliza mundialmente a luta contra o câncer de mama. O objetivo é estimular a participação da população, empresas e entidades nas ações para divulgação de informações sobre a doença. Ele teve início nos Estados Unidos, onde vários estados promoviam no mês de outubro ações isoladas sobre o câncer de mama e a necessidade de fazer exames como a mamografia. Posteriormente, com a aprovação pelo Congresso americano, o mês de outubro se tornou o mês nacional de prevenção do câncer de mama no país. De lá, a ideia se propagou para o mundo: França, Alemanha, Grécia, Reino Unido, Croácia, Rússia, Egito, África do Sul, Índia, Turquia, Filipinas, Canadá, México, Argentina, Chile, Brasil, Austrália, entre outros países.

No Brasil, diz-se que a primeira iniciativa de iluminação rosa de um prédio público tenha ocorrido em 2002, na cidade de São Paulo, no Mausoléu do Soldado Constitucionalista — um obelisco do parque Ibirapuera. Desde então, o movimento só cresce.

E agora?

O projeto será votado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Depois de aprovado na CAS, o projeto segue para análise em Plenário.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2018 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive