Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Projeto que garante acesso a remédios contra câncer está parado

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 13/05/2021 - Data de atualização: 13/05/2021


Além de lutar contra um câncer de mama, a advogada Germaine Tillwitz ainda teve que brigar na Justiça para que o plano de saúde pagasse os remédios.

“Estão custando acho que R$ 17 mil. Eu não teria condições de bancar”, afirmou.

Isso pode mudar com um projeto de lei aprovado por unanimidade no Senado, que está parado na Câmara dos Deputados desde junho de 2020.

O texto prevê que os planos de saúde paguem pelos medicamentos via oral para o tratamento contra o câncer. Hoje, o pagamento só é obrigatório no caso de remédios aplicados na veia.

Atualmente, os medicamentos orais de combate ao câncer representam mais de 70% das alternativas para o tratamento para a doença. Além de mais modernos, eles também são mais eficientes.

Para que os planos cubram o tratamento dos remédios, que já foram aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), é preciso uma nova análise da Agência Nacional de Saúde Suplementar, o que leva em média quatro anos – um tempo muito longo para o tratamento de uma doença tão grave.

“Nós estamos falando de pelo menos 50 mil pessoas por ano que têm suas vidas ceifadas. Têm seu câncer crescendo e, eventualmente, os matando por falta de remédio adequado contra sua doença. Outra vez: remédio já aprovado pela nossa Anvisa”, disse o oncologista Fernando Maluf.

Fonte: Jornal da Band

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive