Tipos de Câncer

Tumor Carcinoide de Pulmão

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Procedimentos Paliativos para Tumor Carcinoide de Pulmão

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 06/04/2017 - Data de atualização: 06/04/2017


Se o paciente não puder realizar uma grande cirurgia por causa da redução da função pulmonar ou outros problemas clínicos, ou ainda se existe disseminação da doença, outros tratamentos podem ser usados para aliviar alguns sintomas.

Estes tratamentos, denominados procedimentos paliativos, podem aliviar os sintomas, mas não curam o câncer e são recomendados apenas se o paciente não pode realizar a cirurgia para remover completamente o tumor.

Tratamento do Bloqueio das Vias Aéreas

Se o tumor está bloqueando as vias aéreas do pulmão, pode provocar pneumonia ou falta de ar. Uma opção é remover a maior parte do tumor usando um broncoscópio ou destruir a maior parte dele com laser. Em alguns casos, o broncoscópio pode ser usado para colocar um stent (tubo rígido) de metal ou silicone nas vias aéreas após o tratamento para ajudar a mantê-la aberta.

Tratamento do Acúmulo de Líquidos

Em casos raros, o líquido pode se acumular no interior do tórax, pressionando os pulmões e dificultando a respiração. Normalmente, uma agulha é inserida na pele para o espaço pleural para retirar o líquido. Esse procedimento é denominado toracocentese. A retirada do líquido pode aliviar imediatamente os problemas respiratórios na maioria dos pacientes, mas o líquido muitas vezes se acumula novamente se nada mais for feito.

No caso de acúmulo de líquido na cavidade torácica, que esteja comprimindo os pulmões e causando dificuldades respiratórias, o médico pode realizar um procedimento chamado pleurodese. Neste procedimento é realizado um pequeno corte na pele da parede torácica, para inserção de um dreno que permitirá a remoção do líquido pleural. Após este procedimento um tipo de talco ou um medicamento (doxiciclina ou um quimioterápico) é administrado lentamente na cavidade torácica, para vedar o espaço, limitando assim um novo acumulo de líquido. Um dreno é geralmente deixado no local por alguns dias para esvaziar qualquer líquido que possa se acumular.

Colocação de Cateter. Esta é outra maneira de controlar o acúmulo de líquido. Uma extremidade do cateter é inserida no tórax através de uma pequena incisão na pele. Esse procedimento é feito em consultório médico ou hospital.

Procedimentos para Aliviar os Sintomas de Metástases Hepáticas

Se a doença se disseminou para o fígado, o tratamento das metástases podem aliviar os sintomas. Quando há apenas um ou dois tumores podem ser retirados cirurgicamente, caso contrário outras opções terapêuticas podem ser utilizadas.

Ablação

As técnicas de ablação destroem os tumores sem removê-los. Essa técnica é geralmente utilizada para tumores de até 2 cm de diâmetro.

Ablação por Radiofrequência. Utiliza ondas de rádio de alta energia para o tratamento. Uma sonda em forma de agulha é inserida através da pele até o tumor. A inserção da sonda é guiada por ultrassom ou tomografia computadorizada. A extremidade dessa sonda quando se encontra no tumor libera uma corrente de alta frequência que aquece o tumor e destrói as células cancerígenas.

Ablação com Etanol. Também conhecida como injeção percutânea de etanol destrói as células cancerígenas através de uma injeção de álcool concentrado diretamente no tumor. Isso geralmente é realizado através da pele com uma agulha guiada por ultrassom ou tomografia computadorizada.

Termoterapia. Utiliza microondas para aquecer e destruir o tecido anormal.

Criocirurgia (Crioterapia). Destrói o tumor por congelamento com uma sonda de metal. A sonda é guiada através da pele até o tumor por ultrassom. Em seguida, gases muito frios são passados através da sonda para congelar o tumor, destruindo as células cancerígenas. Este método pode ser usado para tratar tumores maiores, mas às vezes requer anestesia geral.

Embolização

Embolização Arterial. Também conhecida como embolização transarterial é outra opção para tratar tumores que não podem ser removidos. A embolização pode ser utilizada para tumores de até 5 cm de diâmetro. Esta técnica é usada para reduzir o fluxo sanguíneo para as células cancerígenas bloqueando a ramificação da artéria hepática da área do fígado, que contém o tumor. O fluxo sanguíneo é bloqueado ou diminuído; a maior parte das células saudáveis do fígado não será afetada porque recebem fornecimento de sangue da veia porta. Neste procedimento um cateter é inserido numa artéria da parte interna da coxa até chegar ao fígado. Nesse momento, geralmente é inserido um corante na corrente sanguínea para permitir o controle do percurso do cateter por meio de angiografia. Quando o cateter está posicionado no tumor, microesferas são injetadas na artéria para obstruí-la.

Radioembolização. Isso é feito por injeção de pequenas esferas radioativas na artéria hepática, que liberam pequenas quantidades de radiação apenas no tumor.

Fonte: American Cancer Society (24/02/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive