top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Previsão de epidemia de câncer dispara alerta

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 14/10/2013 - Data de atualização: 14/10/2013


Um estudo elaborado pelo Grupo Latino-Americano de Pesquisa em Oncologia aponta uma epidemia de câncer no mundo nos próximos 20 anos, levando à morte pelo menos 17 milhões de pessoas. Preocupados com esses números,  os governos estadual e municipal de São Paulo têm feito investimentos na área de tratamento e prevenção da doença para diminuir a taxa de óbito.

Uma portaria de maio do Ministério da Saúde determina que pacientes com câncer deverão começar o tratamento no SUS (Sistema Único de Saúde) em, no máximo, 60 dias após o diagnóstico da doença. A descoberta precoce e o tratamento rápido são as maiores chances de cura ou, ao menos, do prolongamento da vida.

A rede estadual de saúde  investiu neste ano R$ 190 milhões para a implantação da Rede Hebe Camargo. A estimativa é que o projeto beneficie 12 mil novos pacientes por mês. A Secretaria Municipal da Saúde afirma realizar  campanhas, mutirões, consultas e exames de rotina contra o câncer. Segundo a pasta, o município tem uma oferta de 860 vagas por mês para consultas com médicos especialistas na doença.

Segundo o diretor do grupo, o oncologista  Carlos Barrios, a onda de câncer afetará todos os países, mas a mortalidade será maior nas nações  em desenvolvimento, como o Brasil. "A falta de um diagnóstico rápido e investimentos em prevenção levará à morte milhões de brasileiros”, alerta o médico.

O estado de São Paulo é considerado um centro de excelência na área de tratamento e prevenção do câncer por causa dos números de centros de cura, hospitais e serviços universitários, entre eles o A.C. Camargo e o IBCC (Instituto Brasileiro de Controle do Câncer).

Dados do Instituto Nacional de Câncer mostram que a maior incidência de tumores  no país está nas regiões Sul e Sudeste. Hábitos nocivos à saúde como o tabagismo, o  consumo de álcool, o sedentarismo e a obesidade são  fatores que contribuem para essa situação.

Para o oncologista Barrios, investimentos em prevenção são mais baratos do que investimentos em máquinas e remédios para tratamento.

Unifesp abrirá novo centro de mastologia
O Hospital São Paulo,  da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), vai  inaugurar na quarta-feira o ambulatório de mastologia e a unidade diagnóstica, destinados a melhorar e acelerar o atendimento de pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).   

40 é o número de novos casos de câncer de mama por mês só no Hospital São Paulo

Icesp faz 50 mil atendimentos mensais
O Instituto do Câncer de São Paulo atende 50 mil pacientes por mês. Desse número, 40 mil são ativos e 900 novos doentes chegam todos os meses.

Fonte: Diário de S. Paulo


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive