Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Prevenção ao câncer de pele deve começar na infância

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/12/2020 - Data de atualização: 15/12/2020


Principal causa dos diferentes tipos de câncer de pele, a exposição solar é necessária para a nossa saúde, mas é importante ter consciência dos perigos e de como se proteger dos raios solares.

De acordo com Elimar Gomes, dermatologista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo, o estímulo de práticas simples, como a utilização diária do protetor solar desde a infância, é essencial para prevenir o aparecimento da doença.

Assim como hábitos alimentares, culturais e de higiene são absorvidos de maneira rotineira e natural pelos pequenos, os demais cuidados também seguem essa linha de raciocínio. "Se os responsáveis ensinarem as crianças que o uso do protetor solar é tão importante quanto a escovação diária dos dentes, eles levarão isso para a vida e poderão evitar uma série de problemas", explica o especialista.

"Sabemos que a maioria dos cânceres de pele é resultado de um acúmulo de exposição solar desprotegida ou exagerada. Então, quanto antes o indivíduo tiver essa consciência, menor será a probabilidade de desenvolver a doença".

A partir dos seis meses de idade já é recomendado o uso de protetor solar infantil sempre que houver exposição. "Antes disso pode haver riscos relacionados à absorção de substâncias químicas dos filtros e, portanto, o ideal é apenas evitar a exposição", conta o especialista da BP.

Mas nunca é tarde para se cuidar. Além do uso rotineiro e correto do protetor solar, reaplicando a cada três horas, o dermatologista reforça a importância de evitar a exposição direta aos raios solares entre 9h e 15h, além do uso de chapéus, bonés, sombrinhas e guarda-sol para qualquer pessoa em qualquer idade. "A prevenção é sempre o melhor caminho".

O passo a passo básico é aplicar antes de sair de casa, espalhar de forma uniforme e em duas camadas. Além disso, deve-se levar em conta a quantidade usando como referência uma colher de chá para rosto e pescoço, uma em cada braço, duas em cada perna e duas para o tronco.

Além disso, a hidratação também é imprescindível para combater o calor. Recomenda-se que cada pessoa consuma aproximadamente dois litros de água por dia.

Pessoas de idade avançada, de pele clara, homens, tabagistas e imunossuprimidos devem redobrar a atenção, pois estão mais propensos a desenvolver a doença. "É importante ficar de olho no aparecimento ou crescimento de pintas, lesões elevadas, feridas que não cicatrizam e procurar um especialista o quanto antes caso note sinais suspeitos", afirma o médico.

O diagnóstico precoce segue sendo um grande aliado. "Mesmo no tipo mais grave do câncer de pele, o melanoma, as chances de cura são maiores que 90% quando há detecção prematura", conclui o especialista da BP.

Fonte: Viva Bem

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive