Tipo de Tratamento

Radioterapia


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Acompanhamento após a radioterapia

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 30/04/2014 - Data de atualização: 13/04/2021


Após o término da radioterapia, o radio-oncologista solicita um primeiro retorno entre 1 e 4 semanas, para orientar o paciente com algum sinal ou sintoma residual do tratamento. Deverá ser entregue, em mãos, a você e também será encaminhado ao seu oncologista e/ou cirurgião, um relatório detalhado sobre o tratamento realizado.

A partir de então serão agendados retornos periódicos com o radio-oncologista e com o oncologista para realização de exames e acompanhamento conjunto.

Um cronograma de exames periódicos poderá ser recomendado para monitorar os resultados do tratamento e, se houver sintomas de recidiva, pode ser necessária a realização de outros exames para reestadiamento, como laboratoriais, ultrassom, tomografia computadorizada, ressonância magnética, radiografia de tórax, cintilografia óssea entre outros.

Você pode precisar de consultas de acompanhamento durante vários anos, mas, geralmente, elas são menos frequentes com o passar do tempo.

Mudanças no estilo de vida após a radioterapia

Quando o tratamento terminar, você vai precisar de algum tempo para se recuperar e depois, ao estar bem novamente, pode querer fazer algumas mudanças em seu estilo de vida.

Talvez você já tivesse um estilo de vida saudável antes do tratamento, mas agora você vai estar mais focado em fazer o máximo por sua saúde. Existem coisas que podem ajudar seu corpo a se recuperar e melhorar a sua sensação de bem-estar. Algumas medidas também podem ajudar a reduzir o risco de contrair outras doenças e de desenvolver outros tipos de câncer.

Muitos que começam a se preocupar com a saúde, tentam levar uma vida menos sedentária, diminuir o consumo de álcool, parar de fumar, não se estressar com pequenas coisas. Enfim, é o momento de reavaliar a vida e fazer mudanças.

Para saber mais sobre estilo de vida pós tratamento, consulte nosso conteúdo sobre Qualidade de vida.

Mantenha-se fisicamente ativo

Manter-se ativo ajudará a elevar seus níveis de energia, além de ser uma parte importante de sua recuperação após o tratamento. A atividade física regular ajuda a manter o peso saudável, a fortalecer os ossos, a reduzir o estresse e pode ajudá-lo até mesmo a dormir melhor. Ela também reduz o risco de doença cardíaca, de acidente vascular cerebral e de diabetes. Comece devagar e aumente o ritmo ao longo do tempo.

Se deslocar de um local a outro a pé é uma boa maneira de se manter fisicamente ativo, além de você não precisar de nenhum equipamento especial. Existem muitos outros tipos de atividade física que você pode experimentar. Faça algo que te dê prazer!

Para saber mais, consulte nosso conteúdo sobre Atividades físicas e o paciente com câncer.

De olho na nutrição

É importante ter uma dieta nutritiva e equilibrada após o tratamento do câncer, pois ajuda a manter o corpo ativo e saudável, além de auxiliar na recuperação da força e do bem-estar. Uma alimentação balanceada  contribui até mesmo para o manejo de alguns efeitos colaterais da radioterapia, como, por exemplo, a fadiga.

Comer de forma saudável vai ajudá-lo a se sentir melhor e dar-lhe mais energia.

Para saber mais, consulte nosso conteúdo sobre Nutrição em câncer.

Cuidando do emocional

O término do tratamento radioterápico pode ser um momento de emoções mistas. Você provavelmente vai se sentir aliviado, mas também pode sentir  ansiedade e incerteza. Nessa fase, é normal experimentar mudanças emocionais.  Por isso é, importante dar-se tempo para se ajustar e lidar com elas.

Conforme você se recupera e volta à sua vida cotidiana, costuma ficar mais fácil lidar com esses sentimentos. Conversar com a família e/ou com amigos, muitas vezes ajuda. Se informe também sobre grupos de apoio locais e on-line e, se possível, tenha o suporte de um especialista em saúde emocional.

Para saber mais, consulte nosso conteúdo Espaço do paciente.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive