Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Posicionamento Oncoguia: Incorporação Trastuzumabe e Pertuzumabe

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 26/04/2017 - Data de atualização: 26/04/2017


As sociedades médicas e grupos representantes de pacientes vêm tentando há mais de uma década que seja oferecido Trastuzumabe como parte do tratamento da doença metastática Her2+ às pacientes no SUS. Por diversas vezes, e apesar de toda a evidência a favor desta medicação e da aprovação na imensa maioria dos países, a CONITEC negou a incorporação e como consequência, ao longo de anos, milhares de mulheres deixaram de e beneficiar da medicação.

Agora, finalmente, a própria Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE) solicita à CONITEC a incorporação no SUS, e a CONITEC deu parecer favorável, pendente o resultado desta consulta pública.

Relatório de Recomendação - Trantuzumabe para o tratamento do câncer de mama HER2-positivo metastático em primeira linha de tratamento

O Instituto Oncoguia apoia incondicionalmente esta incorporação. Louvamos que finalmente, depois de tanta demora, mulheres possam viver mais e melhor graças a esta decisão. Pedimos que todas as pessoas que participem desta consulta pública apoiem a recomendação favorável da CONITEC a esta incorporação.

O melhor padrão de tratamento inicial para estas mulheres, no ano de 2017, já não é apenas a associação de Trastuzumab e quimioterapia. Neste momento, as comunidades científicas internacionais, assim como o Instituto Oncoguia, reconhecem que o melhor padrão de tratamento consiste na associação de um segundo anticorpo, chamado Pertuzumabe ao esquema com Trastuzumabe e quimioterapia. De fato, tanto a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica quanto o fabricante, laboratórios Roche, submeteram pedidos para incorporação deste melhor tratamento no SUS.

Relatório de Recomendação - Pertuzumabe para o tratamento do câncer de mama HER2-positivo metastático em primeira linha de tratamento associado ao trastuzumabe e doceyaxel

Muito embora o cálculo de custo efetividade seja desfavorável, em face do claro e significativo benefício da medicação, o Instituto Oncoguia considera que deveria ocorrer uma negociação inovadora, como por exemplo o uso de "risco compartilhado” (onde o fabricante arca com o custo dos primeiros meses de tratamento, no caso da ineficácia do tratamento), para finalmente permitir que pacientes no SUS tenham o melhor tratamento. O Instituto Oncoguia se manifesta contrariamente à recomendação da CONITEC (que recomendou contra a incorporação), e portanto favoravelmente à incorporação do Pertuzumabe em combinação com Trastuzumabe e quimioterapia (pendente uma negociação que viabilize o custo).

Por último, o Instituto Oncoguia vem a público elogiar o formato fácil e amigável da consulta pública, que permite que pacientes com câncer de mama metastático, familiares e profissionais da saúde participem de forma ativa desta importante discussão. Pedimos a todos aqueles que lerem estes posicionamento que se manifestem na consulta pública, sempre pensando no paciente como o centro de todo este processo.

Criamos um passo a passo para te ajudar.

Confira abaixo os tutoriais para consultas públicas do:

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive