Especial

Prevenção

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Pode-se Prevenir o HPV?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 05/01/2013 - Data de atualização: 05/01/2013


A única maneira de realmente prevenir que essas áreas sejam infectadas pelo HPV é evitar completamente o contato com as áreas do corpo que podem ser infectados com o HPV (tais como boca, ânus e órgãos genitais) com os de outra pessoa. Isto significa não ter relações sexuais vaginal, oral ou anal, mas também significa evitar o contato dessas áreas com a pele de outra pessoa.

Para os jovens ou pessoas que não começaram sua vida sexual ou que não tenham sido infectadas com o HPV, as três vacinas contra o vírus podem proteger contra alguns tipos de HPV.

Ter menos parceiros sexuais e evitar relações sexuais com pessoas que tiveram muitos parceiros ajuda a diminuir o risco de uma pessoa de contrair o HPV.

O uso do preservativo pode ajudar a prevenir o HPV, mas o vírus pode estar presente em áreas da pele que não são cobertas pelo preservativo. Além disso, o preservativo deve ser utilizado todo o tempo, desde o início até ao final da relação sexual. O vírus pode ser transmitido durante o contato sexual direto pele-a-pele antes do preservativo ser colocado. Além de que os preservativos masculinos não cobrem toda a área genital, especialmente a das mulheres. O preservativo feminino abrange mais a vulva, mas não tem sido estudado o suficiente para determinar sua capacidade para prevenir o HPV. No entanto, os preservativos são muito úteis na proteção de outras doenças que podem ser transmitidas através da atividade sexual.

De forma geral não é possível saber quem tem HPV. O vírus é tão comum que mesmo essas medidas não garantem que a pessoa não o contrairá. Mesmo assim estas medidas podem ajudar a reduzir o número de vezes que uma pessoa se expõe ao vírus.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive