Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

PL determina transparência na desmarcação de consultas pelo SUS

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 17/06/2019 - Data de atualização: 17/06/2019


O que houve?

A deputada Lauriete (PL-ES) apresentou o Projeto de Lei n° 3.312/19, que determina a transparência na desmarcação de consultas e procedimentos nos serviços públicos de saúde, ou nos serviços privados contratados ou conveniados que integram o Sistema Único de Saúde.

De acordo com a proposta, quando houver desmarcação de consultas e procedimentos nos estabelecimentos públicos de saúde, o responsável pelo estabelecimento deverá encaminhar a  informação à direção do SUS da esfera de governo a que esteja vinculado, para que seja disponibilizada nos seus respectivos portais de transparência.

Segundo a deputada, após longa e torturante espera por uma vaga para a realização de consultas ou procedimentos, os pacientes chegam aos estabelecimentos prestadores de serviço e são informados de que não conseguirão, naquele dia, o que precisam, em razão de desmarcações. “Simplesmente perdem o dia de trabalho e o valor do transporte, e saem dos estabelecimentos sem saber se conseguirão sanar seu problema de saúde”, argumentou.

A autora do projeto destacou que o tema já foi abordado em audiências públicas promovidas pela Câmara dos Deputados. informou também que em abril de 2017, o Dr. Tiago Farina, do Instituto Oncoguia, destacou a importância de se aumentar a transparência das filas de espera para tratamentos do SUS, para permitir que o paciente possa se programar.

“A nossa intenção com esse projeto é deixar claro na lei que, quando houver desmarcação de consultas o responsável pelo estabelecimento deverá encaminhar à direção do SUS da esfera de governo a que esteja vinculado a justificativa da desmarcação e a comprovação de que o paciente foi cientificado. Com essa medida, esperamos que os cidadãos sejam respeitados e tratados com dignidade”, finalizou.

E agora?

O requerimento aguarda despacho do Presidente da Câmara dos Deputados.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive