Espaço do

Paciente

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Participação

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 03/02/2021 - Data de atualização: 03/02/2021


Existem diversas formas de exercício da cidadania além do direito ao voto. Desta forma, esperamos alcançar decisões mais justas e democráticas, tal como acontece nas eleições. Mas, afinal de contas, o que é “essa tal de democracia”?

Segundo Abraham Lincoln, ex-presidente dos Estados Unidos, a democracia é “o governo do povo, pelo povo e para o povo”. A nossa Constituição confirma este entendimento ao afirmar que somos Estado Democrático de Direito e que “todo poder emana do povo”.

Se estamos diante de uma democracia, estamos diante de um governo em que o próprio povo exerce a soberania por meio do voto e da participação social. O próprio povo constrói seus valores, seus ideais e suas leis.

E sobre este ponto de vista o exercício da cidadania nada mais é do que o direito de se envolver, de participar das questões sociais, políticas e coletivas.

Este envolvimento pode se dar, por exemplo, no seu município, engajando vereadores em alguma causa, requerendo informações sobre as contas municipais, como também pode acontecer nas esferas Estadual e Federal, participando de audiências públicas, consultas públicas, requerendo informações de interesse público etc.

É importante ressaltar que a participação da sociedade civil é assegurada por direitos previstos na nossa Constituição Federal. Além disso, destacamos que o próprio processo de construção do Sistema Único de Saúde (SUS) envolveu a participação de diversos atores sociais.

Desde o processo de redemocratização e instauração da Constituição de 1988  se viu uma necessidade de inserir ativamente a sociedade civil no processo de discussão do setor público. A institucionalização da participação social gerou o que chamamos de Instituições Participativas, criadas pelo Estado, para permitir que os cidadãos participem da formulação de políticas públicas.

Vale lembrar: a participação social se dá para além do processo eleitoral! Existem diversos mecanismos institucionalizados pelo poder público como forma de garantia do controle social e da participação da sociedade em processos decisórios.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive